Sexta, 30 de Setembro de 2022
35°

Poucas nuvens

Parauapebas - PA

Dólar
R$ 5,37
Euro
R$ 5,26
Peso Arg.
R$ 0,04
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Projeto institui no SUS a assistência a portadores de retinose pigmentar

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Célio Silveira: “É fundamental que o paciente tenha a garantia de uma assistência integral” O Projeto de Lei...

21/09/2022 às 16h20
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Célio Silveira: “É fundamental que o paciente tenha a garantia de uma assistência integral” - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Célio Silveira: “É fundamental que o paciente tenha a garantia de uma assistência integral” - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O Projeto de Lei 2366/22 institui a Política Nacional de Conscientização e Assistência aos Portadores de Retinose Pigmentar. As ações serão desenvolvidas por todos os entes federativos conforme os princípios e as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). O texto está em análise na Câmara dos Deputados.

Segundo o autor da proposta, deputado Célio Silveira (MDB-GO), a retinose pigmentar (ou retinite pigmentosa) acomete a retina, a região do fundo do olho, e se manifesta geralmente em adultos jovens e nos adolescentes, mas pode ser diagnosticada na infância. Há cerca de 1 caso a cada 4 mil indivíduos.

“Os sintomas mais comuns são a cegueira noturna, a catarata e a perda da visão central e periférica (lateral)”, explica o parlamentar. “O primeiro sinal de alerta é a dificuldade de enxergar à noite.”

“Atualmente não há cura, e a evolução da doença leva à incapacidade visual”, diz Célio Silveira. “É fundamental que o paciente tenha a garantia de uma assistência integral, como o acompanhamento oftalmológico, suporte psicológico e capacitação para ir se adaptando às crescentes restrições”, observa.

Com esse objetivo, o projeto prevê que a política nacional incluirá:
- campanhas de divulgação e conscientização sobre a retinose pigmentar;
- atendimento especializado no SUS, com a oferta de métodos para diagnóstico e tratamento integral e com a disponibilização de terapias e medicações; e
- assistência multidisciplinar, por meio de orientações sobre a doença; do ensino e da utilização do braile; e de serviços que garantam a saúde física e mental.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários