Segunda, 04 de Julho de 2022
26°

Poucas nuvens

Parauapebas - PA

Dólar
R$ 5,33
Euro
R$ 5,56
Peso Arg.
R$ 0,04
Anúncio
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão rejeita projeto sobre exploração mineral em área com risco de rompimento de barragem

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados Passarinho: o assunto já está contemplado em outra lei A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados re...

26/05/2022 às 19h45
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Passarinho: o assunto já está contemplado em outra lei - (Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados)
Passarinho: o assunto já está contemplado em outra lei - (Foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados rejeitou projeto de lei que proíbe a exploração mineral em área na qual tenha havido deslocamento forçado de pessoas devido a risco de rompimento ou extravasamento de barragem de rejeitos ou água (PL 2945/21).

O texto também suspende os processos administrativos de licenciamento ambiental dos empreendimentos minerários na região afetada enquanto não ocorrer o reassentamento ou a reparação integral dos desalojados.

A comissão acompanhou o parecer do relator, deputado Joaquim Passarinho (PL-PA), que pediu a rejeição. Segundo ele, o assunto já foi contemplado na Lei 14.066/20, que aumentou as exigências para as empresas quanto à segurança de barragens. O deputado também foi o relator do projeto que originou essa lei.

Passarinho elencou algumas inovações da lei, como previsão de medidas de segurança a serem adotadas pelas empresas, desde a fase de planejamento até a de descaracterização de barragens; reforço da responsabilidade civil das empresas no caso de falhas; e elaboração obrigatória de Plano de Ação de Emergência (PAE), com participação das comunidades afetadas.

“É bem verdade que a proposição em análise versa sobre um tema de grande relevância. No entanto, a segurança, a transparência, a participação e controle social, e a sustentabilidade socioambiental já estão tuteladas no ordenamento jurídico”, explicou Passarinho.

Terror de barragem
O projeto é da deputada Áurea Carolina (Psol-MG) e outros. O objetivo, segundo ela, é pôr fim ao chamado ‘terror de barragem’, “verdadeiro modus operandi que tem disseminado pânico entre comunidades que são vistas como entraves à expansão da mineração em diversas regiões do País”.

A proposta rejeitada prevê outras disposições para as situações de risco ou rompimento de barragem. Entre elas, a garantia de retorno seguro das pessoas desalojadas ou desabrigadas às suas residências, com base em estudos técnicos independentes; e o direito à indenização pelos danos materiais e morais sofridos.

Tramitação
O projeto será analisado agora, em caráter conclusivo, pelas comissões de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários