31°

Tempo nublado

Parauapebas, PA

Geral Pará

Governo do Pará entrega 10 toneladas de alimentos a indígenas da etnia Parakanã

Habitantes de um Território situado no município de Novo Repartimento, os Parakanã foram beneficiados por uma ação conjunta de órgãos estaduais e do Ministério dos Povos Indígenas

17/03/2023 às 07h05 Atualizada em 19/03/2023 às 10h00
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

Dez toneladas de alimentos foram entregues a indígenas da etnia Parakanã na quinta-feira (16), durante ação humanitária promovida pelo Governo do Pará no território indígena, localizado no município de Novo Repartimento, na região Sudeste. Mais de 2 mil indígenas, que vivem em 28 comunidades, foram beneficiados com os alimentos. A iniciativa estadual, em parceria com o Ministério dos Povos Indígenas, visa mapear a situação dos povos originários do Pará, para que políticas públicas garantam seus direitos constitucionais.

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

“É uma força-tarefa que se junta. Há uma necessidade de atender a esse povo, sobretudo por causa da luta pela terra. Há uma necessidade de manter esse diálogo, até para entendermos as demandas, como a saúde, a falta de internet, a educação. É um cenário novo, com governos que enxergam os povos originários com um olhar mais humanitário. É um povo de recente contato, e que está em isolamento voluntário. Estamos aqui no intuito de levar a segurança alimentar ao povo Parakanã. É uma ação pensada envolvendo vários parceiros, como a Ouvidoria-Geral do Estado do Pará, Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Ministério Nacional dos Povos Indígenas, Distrito Sanitário Especial Indígena (Guamá-Tocantins) e Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas)”, destacou Puyr Tembé, que assumirá a Secretaria de Estado dos Povos Originários, por iniciativa do governador Helder Barbalho.

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

De acordo com a Funai, a reserva que abriga as comunidades Parakanã é uma das mais preservadas do Brasil. Riquezas minerais, territórios e madeira nobre existentes na região despertam a cobiça de criminosos, colocando em risco a segurança de quem vive na terra. 

Continua após a publicidade
Anúncio
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

Na aldeia Paranatinga, uma das mais populosas, 160 indígenas vivem em situação de semi-isolamento. A alimentação vem da pesca, caça e agricultura de subsistência. Com o afastamento da área urbana, produtos da alimentação básica faltam à mesa, e itens de higiene pessoal se tornam raridade para famílias que ocupam moradias com paredes de madeira, cobertas com folhas secas.

Força para o povo- O acesso ao à aldeia é pela Rodovia BR-230 (Transamazônica), e depois por uma estrada de chão batido, em meio à mata densa e obstáculos naturais. Expressando-se com palavras em português e da língua falada pelos Parakanã, o cacique Warera Parakanã disse que “gostamos muito de terem vindo pra cá, pois traz força para o povo. Trouxeram cestas básicas. Ficamos muito alegres. Nós moramos aqui desde 1980. Mudamos pra cá por causa de barragens”.

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

O caminhão da Defesa Civil Estadual, vinculada ao Corpo de Bombeiros Militar, chegou à aldeia no início da manhã com os mantimentos, juntamente com os representantes da futura Secretaria Estadual dos Povos Originários, Ouvidoria-Geral do Pará, Seduc, Ministério dos Povos Indígenas, Distrito Sanitário Especial Indígena e Funai.

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

“Mais uma vez o Governo do Estado do Pará está presente neste território, trazendo mais do que a segurança alimentar; trazendo a parceria do Governo Federal. Com sensibilidade, através da criação do Ministério dos Povos Indígenas, da criação estadual da Secretaria dos Povos Originários, vamos buscar e fazer essa articulação com os demais órgãos, trazendo melhorias necessárias, desde segurança, alimentação, educação, democratização do acesso à internet e os meios digitais de comunicação. Acredito que essas ferramentas sejam cruciais para o avanço, preservando a sua cultura”, destacou o ouvidor-geral do Estado, Arthur Houat.

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

O coordenador de Ações Indígenas do Programa Parakanã, Erick de Belém Oliveira, explicou que cada aldeia tem suas peculiaridades, baseadas na sua estrutura e no modo de vida de seus membros. Segundo ele, a alimentação é primordial para a integridade física, pois “com a entrega dessas cestas evita-se que os parentes saiam de suas aldeias e fiquem transitando às margens da BR, correndo risco de vida. É um momento de diálogo. São várias áreas que precisamos de ajustes. Há casos de indígenas que estão precisando sair de suas aldeias e migrar para a cidade em busca de determinadas demandas. Esse diálogo não existia com o governo federal anterior, é isso foi um retrocesso. Precisamos ter o respeito à cultura e aos costumes”. 

Diálogo- O governador Helder Barbalho anunciou, em janeiro deste ano, a criação da Secretaria Estadual dos Povos Originários do Pará com a missão de dar assistência aos indígenas do território paraense. A expectativa é que o órgão estadual dialogue constantemente com o Ministério. 

Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará
Crédito: Alex Ribeiro / Ag. Pará

Representando a ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, Kerexu Eunice, secretária de Direitos Ambientais e Territoriais Indígenas do Ministério dos Povos Indígenas, disse que “estamos coletando informações, e vamos levar essas ações ao Ministério, pois temos programas que podem beneficiar esse povo de uma forma sustentável. Essa é uma ação de extrema importância. É muito importante ter essa retomada de diálogo no Brasil. Tivemos uma tentativa de extermínio dos povos indígenas. Agora, é hora de se fortalecer”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 14h05 - Fonte: ClimaTempo
31°
Tempo nublado

Mín. 22° Máx. 28°

Qua 31°C 21°C
Qui 32°C 22°C
Sex 33°C 23°C
Sáb 32°C 23°C
Dom 27°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio