Quarta, 01 de Fevereiro de 2023
21°C 25°C
Parauapebas, PA
Publicidade

Período chuvoso exige cuidado redobrado para evitar a dengue

Chuvas e o calor, típicos desse período do ano na região amazônica, exigem cuidado redobrado da população para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

20/01/2023 às 05h19
Por: Redação Fonte: Agência Pará
Compartilhe:
Foto: David Alves/Ag. Pará
Foto: David Alves/Ag. Pará

O Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, alerta que as chuvas e o calor, típicos desse período do ano na região amazônica, exigem cuidado redobrado da população para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e outras doenças.

Cassiano Barbosa, médico que atua na unidade, que pertencente ao Governo do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde, explica que o ovo do mosquito transmissor da doença pode ficar até um ano em locais secos, esperando a água para se desenvolver.

"O jeito mais efetivo de prevenir a doença é o combate ao mosquito, eliminando focos de água parada em caixas d’água, garrafas, pneus, pratos de vasos em jardins, entre outros. É preciso limpar bem os quintais nesse período chuvoso, para a prevenção de todos", ressalta o especialista.

Segundo o profissional, os sintomas do tipo clássico da doença são febre alta, acompanhada de dor de cabeça, fadiga, náuseas, vômitos, vermelhidão, dor no corpo e coceira na pele. "Ao primeiro sintoma da doença, é importante procurar ajuda médica, para diagnóstico e tratamento adequado para cada caso", explica.

Cassiano ainda ressalta que é importante que a população fica atenta para o tipo mais grave da doença, a dengue hemorrágica. Os sintomas são parecidos com o tipo clássico, a diferença é que o doente apresenta sangramentos, principalmente nas gengivas e na pele, além de vômitos persistentes e dor abdominal intensa e contínua.

"Nos casos mais graves da doença, que pode levar a morte, o paciente deve ser levado imediatamente para um hospital de referência, para monitoramento e tratamento clínico especializado", alerta o médico.

 Dicas de Prevenção

Conheça algumas medidas simples, que podem ser tomadas por todos para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença:

– Colocar o lixo em sacos plásticos, manter a lixeira fechada e não jogar o lixo em terrenos baldios;

– Encher de areia, até a borda, os pratos de vasos de planta, para não acumular água;

– Não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje e a calha;

– Guardar de boca para baixo ou em local coberto as garrafas pet e de vidro vazias;

– Guardar pneus velhos em local coberto;

– Manter a caixa-d’água e outros reservatórios de água sempre fechados.

Há ainda algumas medidas adicionais, como o uso de repelentes, telas protetoras e roupas de manga comprida, que visam proteger a pele e repelir os mosquitos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA
21°
Chuva

Mín. 21° Máx. 25°

22° Sensação
0.58km/h Vento
99% Umidade
100% (17.83mm) Chance de chuva
06h22 Nascer do sol
06h44 Pôr do sol
Qui 29° 20°
Sex 27° 21°
Sáb 29° 20°
Dom 28° 21°
Seg 30° 21°
Atualizado às 06h22
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,07 -0,03%
Euro
R$ 5,51 -0,07%
Peso Argentino
R$ 0,03 +0,15%
Bitcoin
R$ 124,132,76 +0,26%
Ibovespa
113,430,54 pts 1.03%
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Publicidade
Anúncio