Sexta, 30 de Setembro de 2022
35°

Poucas nuvens

Parauapebas - PA

Dólar
R$ 5,37
Euro
R$ 5,26
Peso Arg.
R$ 0,04
PARÁ MANIFESTAÇÃO

Em manifestação, quilombolas bloqueiam trecho da PA-150

As comunidades cobram por melhorias na estrada que foram danificadas pelo trânsito de caminhões de empresas privadas que atuam na região.

23/08/2022 às 10h29 Atualizada em 23/08/2022 às 10h51
Por: Redação Fonte: Debate Carajás
Compartilhe:
| Reprodução
| Reprodução

Associações Quilombolas de Moju, da região do Jambuaçú, no nordeste do estado, realizaram um ato de paralização nesta segunda, 22, que começou por volta das 6h da manhã. O trânsito no entorno da rodovia PA-252/150 na entrada da Ponte Moju.

Segundo um documento assinado por lideranças Quilombolas, o ato é por reivindicação de asfaltamento da rodovia dos Quilombolas e também por direitos que grandes empresas na região estariam negando às comunidades.

As lideranças  acusam empresas do minério que atuam na região de terem danificado as estradas e os ramais. Além, disso,  também cobram do Governo do Estado atenção para a rodovia. Policiais militares do 47° BPM, agentes de trânsito do Demutran e Polícia rodoviária estão no local.

A Prefeitura Municipal de Moju em nota enviada ao Portal Moju News, destacou que assim que soube da manifestação, em caráter de urgência, solicitou uma reunião neste domingo, 21, junto ao Ministério Público de Moju. O objetivo era ouvir as demandas das comunidades Quilombolas através da Bambaê e evitar que o trânsito na Alça Viária fosse parado.

A nota ainda diz que as Associações se comprometeram em comparecer, mas em virtude de logística para chegar na cidade, não conseguiram chegar. Mesmo com todos os esforços da Prefeitura para evitar que o trânsito fosse interrompido, ele acabou sendo interrompido.

A Prefeitura ainda diz que continua aberta ao diálogo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários