32°

Parcialmente nublado

Parauapebas, PA

NOTÍCIAS OPORTUNIDADE

Pará é líder na geração de empregos no primeiro trimestre de 2024

Ao todo, 500 obras estão em andamento, com investimento de R$ 4,6 bilhões e 60 mil trabalhadores empregados

01/05/2024 às 12h34
Por: Redação
Compartilhe:
Pará é líder na geração de empregos no primeiro trimestre de 2024

Um levantamento feito pelo Observatório do Trabalho do Estado do Pará, com parceria entre o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) e a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) divulgado nesta terça-feira, 30, indica que o Pará fechou o primeiro trimestre de 2024 com mais de 9,3 mil postos gerados, melhor resultado de todo o Norte e o 14º do Brasil, e com um aumento de cerca de 15% na comparação com o mesmo período (Jan-Mar/2023), quando o saldo foi de 8.097. Os setores que mais se destacaram nesta análise foram os de Serviços, Construção, Comércio e Indústria.

No balanço acumulado dos últimos 12 meses, entre abril de 2023 e março deste ano, as análises mostram ainda que no Pará houve um total de 457.757 admissões contra 411.057 desligamentos envolvendo carteira assinada, gerando um saldo positivo de 46,7 mil postos de trabalhos. Novamente trata-se do melhor resultado da região Norte e o 11º maior entre os demais estados brasileiros.

“Nós vamos continuar trabalhando para garantir que a população tenha acesso aos serviços de saúde, a mais segurança, mais mobilidade, com a consciência de que esses investimentos também contribuem para a geração de emprego, para garantir renda aos trabalhadores de todo o estado”, destaca o governador Helder Barbalho.

Continua após a publicidade
Anúncio

Por meio de investimentos em centenas de obras por todo o Estado, o Governo do Pará contribui de forma decisiva para estes resultados. Somente por meio da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), há cerca de 500 obras em andamento, totalizando um investimento de mais de R$ 4,6 bilhões, empregando 60 mil trabalhadores. Já o Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) é responsável pelo BRT Metropolitano, empreendimento que emprega atualmente mais de mil trabalhadores em suas diversas frentes de obras. O pedreiro José Nilson dos Santos estava há dois meses desempregado quando surgiu a vaga de emprego na obra de reestruturação da BR-316, a qual irá beneficiar mais de 2 milhões de pessoas com mais mobilidade na Região Metropolitana de Belém.

“O que ganho aqui dá muito bem para me manter e ajeitar a casa. Sou grato a Deus e às pessoas que me deram essa oportunidade”, afirma o funcionário, que em um ano e dez meses de serviço foi promovido ao cargo de encarregado. Além do sustento, José Nilson destaca a importância do seu trabalho. “Todo trabalho é digno para o ser humano, ganhar seu dinheiro honestamente e andar de cabeça erguida. Fica a história para contar aos filhos, netos e bisnetos, vou dizer: ‘olha essa avenida, eu trabalhei aqui!’”, diz o encarregado de obras, que é casado e tem dois filhos.

Expansão – As intervenções que geram empregos na Construção Civil em todo o estado também fazem parte de um planejamento para ampliar atendimento hospitalar pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, mais de 40 frentes de obras em unidades de saúde, sejam de gestão estadual e municipal, estão em andamento mediante iniciativa do governo do Pará, segundo dados do Departamento de Engenharia, Saneamento e Saúde Ambiental (Desam) da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Entre os que mais se aproximam da conclusão das obras estão o Hospital Público da Mulher e o Novo Pronto Socorro da Augusto Montenegro, ambos em Belém e, respectivamente, com 93,9% e 92% das obras concluídas, juntos somam mais de R$ 350 milhões em investimentos. Além disso, prosseguem as construções das policlínicas de Breves, Marabá, Santarém e Altamira, além da reforma e ampliação do Hospital Regional de Cametá. Em Tucuruí, o Governo também ergue um novo hospital regional.

“Trabalhar em projetos de grande relevância para o Governo do Estado não só contribui significativamente para o desenvolvimento pessoal, quanto na qualidade de vida da população paraense, oferecendo grandes oportunidades de trabalho, únicas de participação de grandes iniciativas que podem moldar o futuro do estado”, detalha Caroline Corrêa, engenheira responsável pelo Hospital da Mulher.

Para aperfeiçoar a descentralização dos serviços de saúde para os municípios paraenses, o Governo do Estado tem investido na ampliação da rede pública, por meio de convênios com as prefeituras, para construção ou reconstrução de unidades municipais, sejam elas hospitais municipais, Unidades Básicas de Saúde (UBSs) ou Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Nesse sentido, o Governo do Pará tem investido nas seguintes obras que tem alcançado todo o Estado: reforma do Hospital Municipal de Novo Progresso; reforma e ampliação do Hospital Municipal Celso Leão, em Ananindeua; reforma e ampliação do Hospital Municipal de Monte Alegre; revitalização do Hospital Municipal de Curralinho; construção da Maternidade Municipal de Itaituba; conclusão da segunda etapa de ampliação e reforma da Santa Casa de Misericórdia de Óbidos; reforma e ampliação do Hospital Municipal de Nova Ipixuna; ampliação do Hospital Municipal de Medicilândia e construção do Hospital Municipal de São Domingos do Araguaia.

Além disso, tem também as obras com contrapartida do Governo do Pará que prosseguem em Santana do Araguaia, com a reforma da Maternidade Municipal; reforma e adequação do Centro de Saúde de São João da Ponta; revitalização do Hospital Municipal de São Domingos do Capim; reforma e ampliação da Unidade de Pronto Atendimento de Saúde de Xinguara; revitalização Hospital Municipal de Oeiras do Pará; primeira etapa da Construção de Ambulatório Médico Especializado (AME), em Bonito; reforma e ampliação do Hospital Municipal de São Caetano de Odivelas e a construção do Hospital Materno Infantil de Altamira.

Os dados do Desam da Sespa também apontam que seguem obras em Colares, com a reforma de sua Unidade Mista; a construção do Hospital Menino Jesus, em Oriximiná; reforma do Hospital Municipal Menino Deus, em Soure; obras de adequação de infraestrutura da Unidade Mista de Saúde de Aveiro; construção de três Unidades Básicas de Saúde em Muaná; construção de Centro de Atenção Materno Infantil, em Breves; revitalização do Hospital Municipal de São João do Araguaia; construção do Hospital Municipal de Gurupá; reforma e ampliação dos hospitais municipais de Itupiranga, Rurópolis e Trairão e a construções do hospitais municipais de Moju, Uruará e Mocajuba.

Há ainda construções em andamento em Redenção, com as reformas dos hospitais municipais Pedro Paulo Barcauí e Iraci Machado de Araújo, além da primeira etapa de obras dos blocos 1 e 2 do Hospital Municipal de Eldorado dos Carajás; a revitalização do Hospital Municipal São Bento, em Abaetetuba; as reformas dos hospitais municipais de Porto de Moz e São Francisco de Assis, em Santana do Araguaia e a manutenção geral, reforma com adaptação e ampliação do Hospital Municipal de Almerim, bem como a construção de anexos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 16h05 - Fonte: ClimaTempo
32°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 32°

Sáb 32°C 22°C
Dom 32°C 22°C
Seg 32°C 22°C
Ter 32°C 22°C
Qua 33°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio