22°

Tempo nublado

Parauapebas, PA

PARÁ ASSISTÊNCIA RURAL

Extensionistas da Emater levam vivência de ATER na agricultura familiar para "Roda de Diálogos" 

Representantes da instituição falaram sobre a atuação em várias frentes no atendimento às demandas dos agricultores familiares e a articulação de políticas voltadas ao segmento.

07/08/2023 às 11h35 Atualizada em 07/08/2023 às 18h40
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Extensionistas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) participaram das plenárias da Roda de Diálogos abordando diversos temas sobre Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), na Agricultura Familiar na Amazônia, contribuindo assim para o objetivo do evento, voltado ao debate de soluções, proteção e o desenvolvimento sustentável da região amazônica. As participações ocorreram dentro dos "Diálogos Amazônicos" realizado em Belém no período de 04 a 06 de agosto.

O painel "Inclusão socioprodutiva baseada em princípios agroecológicos para Agricultura Familiar e Povos e Comunidades Tradicionais no estado do Pará", realizado no Hangar Centro de Convenções, na última sexta-feira (04), contou com a presença do supervisor da Emater no Marajó e sociólogo Alcir Borges, que apresentou a experiência implementada no Regional da Emater-Pará no Marajó com o Manejo de Açaizais Nativos, com mínimo impacto na floresta.

"Falamos sobre a floresta em pé, manejada e com uso múltiplo visando renda, diversificação da produção, inclusão de mulheres nos processos produtivos", pontuou. "A Emater Pará, no Marajó, avança na implementação da bioeconomia tendo o açaí como principal produto", comemorou.

Continua após a publicidade
Anúncio


"Representar a Emater-Pará é orgulho e gratidão, pois atrás da nossa apresentação existe uma somatória de esforços de técnicos de campo e do empenho da direção executiva em acreditar na viabilidade da ATER Florestal que implementamos no Marajó", contou Borges.

Ainda na sexta-feira, no encontro sobre "Os desafios e perspectivas da ATER, Inovação e Pesquisa na Amazônia", promovido na sede da Embrapa Amazônia Oriental, no Auditório Conduru, o engenheiro agrônomo da Emater, Kleber Perotes, falou sobre a funcionalidade da Unidade de ATER, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (UATERP) da Emater, que fica localizada dentro da Embrapa e assume um papel de condutora para demandas de pesquisa captadas pelos extensionistas junto às diferentes categorias da agricultura familiar atendidas pela Empresa.

"A Unidade também configura-se como um espaço de escuta e atendimento das demandas socio produtivas; um espaço de construção de intercâmbios institucionais com outras instituições parceiras de ensino, pesquisa, organizações e iniciativa privada para parcerias na construção de propostas de projetos institucionais; instrumentos de políticas públicas e ambientes de oportunidade para capacitação de técnicos e agricultores familiares", declarou.

"Portanto, nossa missão e visão de futuro estão pautados na promoção do desenvolvimento sustentável e materializados através de ações conjuntas de Ater e Pesquisa Produtivas e Inclusivas em favor do nosso principal público-alvo, os agricultores familiares do estado do Pará", concluiu Perotes.

No sábado (05), no Hangar, a extensionista rural e chefe do Escritório Local de Santa Bárbara, Taciana Miranda, teve a oportunidade de falar sobre as experiências de ATER Pública na agroecologia e vivência no campo, no painel "Agroecologia na assistência técnica rural a agricultores familiares da Amazônia: compartilhamento de práticas e estratégias para ampliar a capilaridade".

No domingo (06) pela manhã, Camila Salim ainda participou da palestra "Mercado de Carbono e inovações sustentáveis para as cadeias produtivas do agronegócio e da Bioeconomia na Amazônia", sediada no Espaço Cultural, na Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), onde destacou o Projeto Piloto do Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais, que tem como objetivo incentivar a preservação dos ecossistemas, recursos hídricos, solo, biodiversidade, patrimônio genético e conhecimentos tradicionais associados, valorizando os serviços ecossistêmicos nos âmbitos econômico, social e cultural.?

Atualmente, a Emater atende diretamente pelo menos 50 mil famílias em todos os 144 municípios.

Durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2023/2024 , o governador do estado, Helder Barbalho falou da importância da atuação da Emater.

"A Emater tem um papel estratégico de apoio técnico principalmente com um olhar de assistência técnica ao produtor rural da agricultura familiar. No 'Diálogos Amazônicos' firmamos um entendimento junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário para que possamos ter a Emater como parceiro no apoio para a adesão ao Pronaf de alavancar o acesso à oportunidade de crédito para a agricultura familiar", destacou.

Texto:Sarah Mendes/Ascom Emater

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 06h06 - Fonte: ClimaTempo
22°
Tempo nublado

Mín. 22° Máx. 27°

Ter 30°C 22°C
Qua 32°C 22°C
Qui 30°C 22°C
Sex 30°C 23°C
Sáb 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio