22°

Tempo nublado

Parauapebas, PA

Geral Pará

Hospital Metropolitano completa 17 anos de avanços na saúde pública do Pará

Unidade do governo do Estado oferece atendimento 100% pelo SUS a vítimas de traumas diversos e queimaduras

18/03/2023 às 01h50
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: ARQUIVO / AG. PARÁ
Crédito: ARQUIVO / AG. PARÁ

Nesta sexta-feira (17) o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, completa 17 anos de serviços à saúde pública do Pará. A programação comemorativa incluiu celebração de missa, apresentação musical e distribuição de cartas com mensagens de superação aos pacientes.

Construída pelo Governo do Pará, a unidade oferece atendimento 100% gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) a vítimas de traumas de diversas complexidades, sendo a única da região Norte a contar com um Centro de Tratamento de Queimados (CTQ).

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação
Em dezembro de 2022, o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), referência em gestão hospitalar no Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sespa), assumiu a administração do HMUE. Desde então, a instituição vem reforçando e consolidando padrões de excelência e segurança, como diferenciais no atendimento aos pacientes.

Continua após a publicidade
Anúncio

"O Hospital Metropolitano comporta uma complexidade enorme frente aos pacientes de politrauma e grandes queimados. O Centro de Tratamento de Queimados e o Pronto Atendimento, sem dúvidas, são salva-vidas para o Estado, portanto merecem todo o respeito e admiração da população paraense", afirmou o diretor Operacional Norte e Leste do INDSH, José Neto.

Referência- Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, o HMUE é fundamental para a Rede de Urgência e Emergência do Pará, prestando atendimento às vítimas de acidentes de todos os tipos, procedentes de todas as regiões do Estado. "Parabenizo a gestão atual e todas as anteriores, cujo trabalho contribuiu para o avanço da assistência de alta complexidade em casos de urgência em emergência, sendo referência para todo o Pará", ressaltou.

O Hospital dispõe de 208 leitos operacionais nas especialidades de traumatologia, cirurgia geral, neurocirurgia, clínica médica, pediatria e cirurgia plástica, além do Centro exclusivo para pacientes lesionados por queimaduras.

A assistente social Selma Lúcia atua no Metropolitano há 13 anos. "As lembranças são muitas. É muito bom atuar desenvolvendo o que motiva e eleva a nossa vontade de entrega. Sou muito grata. São 13 anos de muitas vitórias e histórias para contar", disse a profissional.

Crédito: Pedro Guerreiro / Ag. Pará
Crédito: Pedro Guerreiro / Ag. Pará
Em 2006, Elis Diogo foi contratada para coordenar o Serviço de Faturamento, onde permanece até hoje. "Me sinto extremamente feliz. A palavra que define é gratidão por ver esse Hospital andar, se desenvolver e entregar o melhor para os usuários. Muito orgulho de fazer parte dessa linda história", contou.

Rede de apoio- Somente em 2022, o Metropolitano realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais, beneficiando pacientes de vários municípios do Pará e de outros estados.

"Nossos agradecimentos aos colaboradores que vêm se dedicando com muito empenho na entrega de resultados com padrão de excelência a quem mais precisa, que são os pacientes", disse Marcelo Azevedo, diretor Executivo da unidade.

Avanços- No início deste ano, o Hospital Metropolitano passou por diversas melhorias, com a modernização do parque tecnológico, aquisição de equipamentos de última geração e reformas.

Entre os principais investimentos estão a aquisição de máquinas de raio-X, radiologia computadorizada e hemodiálise, além de aparelhos de anestesia, monitores multiparamétricos (que fazem a leitura dos sinais vitais dos pacientes) e vários equipamentos cirúrgicos, usados em procedimentos de alta complexidade.

O Pronto Atendimento da unidade, conhecido como salas amarela e vermelha, setor criado para acolher os pacientes de acordo com a avaliação da classificação de risco e agravos à saúde, foi completamente revitalizado.

Com estrutura completa para atendimento rápido e seguro, as salas contam com dez réguas de gases - oxigênio, ar comprimido e vácuo -, aparelhos de ar-condicionado com temperatura regulada e adequada ao ambiente, cadeiras, suportes de soro e escadas.

"Esses são avanços significativos para a saúde pública do Pará, que impactam diretamente na qualidade do atendimento prestado aos pacientes", destacou o diretor Marcelo Azevedo, acrescentando que "o nosso desejo para os próximos anos é que os números positivos cresçam, as equipes continuem engajadas e o melhor seja sempre entregue aos internados". 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 04h09 - Fonte: ClimaTempo
22°
Tempo nublado

Mín. 22° Máx. 31°

Sex 24°C 21°C
Sáb 30°C 21°C
Dom 31°C 22°C
Seg 29°C 22°C
Ter 25°C 21°C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio