27°

Tempo nublado

Parauapebas, PA

Geral Pará

Pará registra geração de 32 mil empregos com carteira assinada em 2022

Os dados divulgados pelo Dieese mostram que o Estado, mesmo em um ano de crise econômica, criou alternativas para impulsionar o mercado de trabalho

01/02/2023 às 08h05
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Marcelo Seabra / Ag. Pará
Crédito: Marcelo Seabra / Ag. Pará

O Estado do Pará apresentou balanço positivo no saldo entre demissões e contratações com carteira assinada em 2022. Entre os meses de janeiro e dezembro foram gerados 32 mil postos de trabalho formais. Os dados foram divulgados ontem (31) pelo Departamento intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA), e fazem parte de um estudo realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), baseado em informações do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência.

Crédito: Marcelo Seabra / Ag. Pará
Crédito: Marcelo Seabra / Ag. Pará

De acordo com o estudo, as áreas que mais contribuíram para a geração de postos de trabalho estão ligadas diretamente aos setores de Serviços, Comércio, Indústria e Agropecuária. No comparativo entre os meses de janeiro a dezembro, o setor de Serviços foi o que mais gerou empregos com carteira assinada – total de 17.788. O Comércio ficou em segundo lugar, com a geração de 9.429 empregos.

Continua após a publicidade
Anúncio

Aos 26 anos, Tarcísio Nogueira Correa conseguiu uma vaga com carteira assinada em 2022, em uma rede nacional de lojas que inaugurou um Centro de Distribuição em Benevides, município da Região Metropolitana de Belém. O rapaz contou que, inicialmente, trabalhava como terceirizado, até ser convidado para o posto de auxiliar de carga e descarga, e depois promovido ao cargo de conferente de estoque. “Em 2023 eu tenho muitas expectativas de crescer ainda mais. A empresa está me dando essa oportunidade, e eu estou aproveitando", disse Tarcísio.

Crédito: Pedro Guerreiro / Ag. Pará
Crédito: Pedro Guerreiro / Ag. Pará

Políticas públicas- Segundo Inocencio Gasparim, titular da Seaster, os números mostram o resultado de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da qualidade de vida e do bem-estar da população: “Ao longo de 2022 enfrentamos grandes desafios. Foi um ano marcado pela alta dos preços de alimentos, do combustível, alta nos valores de produtos e serviços. Comprar estava muito caro, e isso afeta de forma significativa não só o poder de compra, mas também os custos de produção e a diminuição na abertura de novos negócios, o que acaba impactando também na geração de postos de trabalho, em novas contratações e abertura de vagas. Os que são abertos geram salários baixos e pouca valorização da mão de obra. Apesar dessa diminuição, o Pará, ao longo deste ano, se manteve com bons resultados", destacou o secretário.

Sobre o papel do Estado, Inocencio Gasparim acrescentou que "o governo manteve a agenda de obras públicas, investiu em programas de transferência de renda, aumentou o salário dos servidores, antecipou o 13º, movimentou a economia e garantiu a manutenção de resultados interessantes. A expectativa é que em 2023 o Pará se mantenha como um grande gerador de empregos, visto que o Governo do Pará sinaliza a implantação de grandes projetos e a manutenção de uma agenda extensa de entregas e investimentos, não só pelo Estado, mas também em parceria com o governo federal”.

Crédito: Bruno Cecim / Ag.Pará
Crédito: Bruno Cecim / Ag.Pará

Desafio- O saldo positivo, acima de 30 mil postos de trabalho, é um diferencial, principalmente frente ao cenário econômico de 2022. "A criação de empregos formais foi um grande desafio ao longo de todo o ano de 2022. A inflação esteve muito alta, e é bom lembrar que a inflação alta limita o poder de compra e o consumo, e também enterra a criação de novos empregos, assim como desemprega bastante", destacou Everson Costa, supervisor técnico do Dieese.

O estudo aponta ainda o Pará como o segundo estado que mais gerou empregos na região Norte. A unidade da Federação que se destacou com a maior geração de empregos no Norte do Brasil em 2022 foi o Amazonas, que totalizou 35.269 empregos com carteira assinada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 17h04 - Fonte: ClimaTempo
27°
Tempo nublado

Mín. 22° Máx. 28°

Qua 31°C 21°C
Qui 32°C 22°C
Sex 33°C 23°C
Sáb 32°C 23°C
Dom 27°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio