31°

Parcialmente nublado

Parauapebas, PA

Geral Pará

Oito internos Centro de Recuperação de Mocajuba concluem ensino fundamental

Com o apoio de vários parceiros, a Seap vem garantindo acesso à formação educacional e à qualificação profissional aos custodiados

31/01/2023 às 20h05
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Uchoa Silva/NCS SEAP
Crédito: Uchoa Silva/NCS SEAP

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) formou mais uma turma de Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), no Centro de Recuperação Regional de Mocajuba (CRRMOC), na Região de Integração Tocantins. Oito internos concluíram a 4ª Etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA), equivalente ao ensino fundamental.

O CRRMOC é o polo referencial de reinserção social por meio da educação para as demais unidades do sistema penitenciário, onde são oferecidas formação educacional atividades ou qualificação profissional. A formatura de mais uma turma foi possível graças à parceria entre a Seap, por meio da Diretoria de Reinserção Social (DRS), e Prefeitura de Mocajuba, e apoio do Ministério Público Estadual. As aulas foram ministradas por uma equipe de professores da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Pedro Hermans.

O prefeito de Mocajuba, Cosme Macedo, ressaltou no evento a importância da educação na geração de outra perspectiva de vida, para a construção de um novo caminho. Sobre o projeto com a Seap, o gestor municipal disse que “esse é um projeto que a gente não tem como não apoiar. Nossa gestão sempre apoiou, e vai continuar apoiando. Reconhecemos que a Seap, dentro do CRRMOC, pra nós é de fundamental importância para o crescimento e ressocialização daqueles que estão aqui pagando suas penas”.

Continua após a publicidade
Anúncio

Engajado no trabalho de ressocialização dos custodiados do CRRMOC, o promotor de Justiça de Mocajuba, Dirk Costa de Mattos Júnior, também compareceu ao evento e conversou com os formandos. Segundo ele, os internos souberam escolher como passar o tempo de cumprimento das sentenças. “Passar o menor tempo possível, e que seja frutífero”, frisou.

O promotor se referiu à remição de pena para quem opta pelos estudos e qualificação profissional, fazendo os cursos ofertados pela Seap. Dirk Costa de Mattos Júnior ressaltou que os internos estão no Centro para cumprir as penas determinadas pela lei, com seus direitos garantidos pelo Estado.

O projeto também é uma oportunidade para quem não teve a devida orientação antes de chegar ao cárcere. “É preciso desmistificar essa questão de que não podemos ressocializá-los. Querer trabalhar e estudar na unidade não tem problema algum, além de permitir a remição da pena. E com a implantação do ensino médio aqui, vocês darão um passo a mais na educação”, disse o promotor Dirk Costa.

Parceria- A coordenadora de Educação Prisional da Seap, Patrícia Sales, informou que desde o ano passado a parceria com a Prefeitura de Mocajuba, e o apoio da direção da unidade, permitiu a formação de seis turmas do EJA, nos turnos da manhã e à tarde, e em horário intermediário.

Nesse mesmo período, um interno concluiu e apresentou seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Educação, pela Universidade Federal do Pará, e outro está concluindo um livro de memórias do período de privação da liberdade.

Sobre a implantação de turmas do ensino médio, Patrícia Sales informou que a solicitação “já está com tramitação pela Secretaria de Educação do Estado (Seduc)”, devendo ser concretizada até o segundo semestre na unidade.

“Certificamos o ensino fundamental, algo que anos atrás a gente não conseguia. Até mesmo a Justiça vê com grande gratificação a gente conseguir, hoje, a remição através da educação. Conseguimos também trazer certificado de cursos, cuja oferta deve aumentar nesse ano com pelo menos dois cursos para cada unidade prisional”, informou Patrícia Sales.

Crédito: Uchoa Silva/NCS SEAP
Crédito: Uchoa Silva/NCS SEAP

Benefícios- Elielves Lopes Furtado, diretor do CRRMOC, disse que a união de esforços permitiu a realização de obras nas salas de aula, a geração de emprego para quem está no regime semiaberto e o repasse de material para a pintura da unidade. O resultado é a educação se destacando na ressocialização e diminuição da reincidência.

“É muito gratificante. Significa que nosso trabalho está funcionando. A vida no cárcere não é fácil. Então, a gente está dando oportunidades não só para eles trabalharem, mas para estudarem. Com certeza, eles não vão querer voltar para a unidade”, frisou o diretor.

Qualificação– Além da turma do EJA, outros sete internos receberam seus certificados de conclusão do curso de Qualidade no Atendimento ao Cliente, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O curso teve 20 horas-aula.

O interno R.C.L., 35 anos, considera uma conquista concluir essa etapa educacional, mesmo estando encarcerado. Ele disse que iniciou os estudos apenas para garantir a remição de pena, e hoje garante que a educação fará toda a diferença no seu futuro.

“Hoje tenho uma nova perspectiva na minha vida: continuar meus estudos e me tornar uma pessoa bem vista na sociedade, ter uma profissão e conseguir exercer um papel de pai. Vou continuar estudando, e creio que através da educação vou me tornar uma pessoa melhor”, afirmou o custodiado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 13h05 - Fonte: ClimaTempo
31°
Parcialmente nublado

Mín. 23° Máx. 33°

Ter 33°C 22°C
Qua 32°C 21°C
Qui 32°C 22°C
Sex 33°C 22°C
Sáb 33°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio