Domingo, 27 de Novembro de 2022
27°

Pancada de chuva

Parauapebas - PA

Dólar
R$ 5,40
Euro
R$ 5,62
Peso Arg.
R$ 0,03
NOTÍCIAS NOVEMBRO ROXO

Regional de Marabá promove ações de conscientização sobre a prematuridade

Unidade hospitalar começa nesta quinta-feira (17) as ações pela campanha nacional "Novembro Roxo"

16/11/2022 às 15h33
Por: Redação Fonte: Agência Pará
Compartilhe:
Regional de Marabá promove ações de conscientização sobre a prematuridade

 O Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, inicia nesta quinta-feira (17), Dia Mundial da Prematuridade, a sua programação em alusão à campanha “Novembro Roxo”, que busca alertar sobre as consequências do nascimento antecipado para o bebê, família e sociedade.

Para reforçar a discussão sobre a prematuridade e o parto seguro, a instituição que pertence ao Governo do Pará, irá realizar até o final do mês, nos corredores e unidades de internação, palestras de orientação, exibição de vídeos e distribuição de material informativo, para usuários, acompanhantes e colaboradores.

Segundo a enfermeira Jessica da Crus Santos, que atua no hospital gerenciado pela Pró-Saúde, uma gestação normalmente tem a duração de 38 a 42 semanas. Porém, quando o parto acontece antes de 37 semanas, é considerado prematuro. Entre as principais causas da prematuridade estão diabetes gestacional, infecções e a pressão alta ou pré-eclâmpsia.

"Podem levar ao parto prematuro também o fumo, consumo de álcool e drogas, estresse, sangramento vaginal, obesidade, baixo peso e distúrbios de coagulação. A idade da gestante também pode influenciar, com maior risco entre menores de 17 anos e após os 35", explica a profissional. “Não podemos esquecer de alertar também sobre a importância da realização correta do pré-natal, essencial para prevenir e identificar doenças precocemente”, complementa.  

A enfermeira destaca ainda que as ações de conscientização programadas para o Hospital Regional de Marabá visam contribuir com a redução de partos prematuros. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é a 10º nação com mais partos prematuros no mundo, com cerca de 340 mil nascimentos de bebês nessas condições anualmente.

Referência Neonatal

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é referência para 22 cidades da região nos cuidados com prematuros. A instituição conta com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com nove leitos Neonatais e equipe assistencial qualificada, que atua 24 horas por dia.

"Possuímos uma equipe com mais de 50 profissionais, formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas e fonoaudiólogos, que monitoram constantemente os prematuros, prestando uma assistência humanizada e segura aos recém-nascidos", destaca Valdemir Girato, diretor Hospitalar do HRSP.

Para a pediatra Mara Silva, que atua na UTI Neonatal do Regional de Marabá, a prematuridade pode ser prevenida, principalmente com acompanhamento regular da gestação com o pré-natal e a realização de todos os exames solicitados pelo médico.

Também é importante para uma gravidez saudável a adoção de hábitos saudáveis, como alimentação adequada e prática de exercícios, evitando o ganho excessivo de peso e estresse.

“A prevenção é fundamental para evitarmos os principais problemas ocasionados pela prematuridade, que são a imaturidade respiratória, digestiva e metabólica, além das sequelas relacionadas ao desenvolvimento neuropsicomotor", explica a médica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários