Domingo, 27 de Novembro de 2022
27°

Pancada de chuva

Parauapebas - PA

Dólar
R$ 5,40
Euro
R$ 5,62
Peso Arg.
R$ 0,03
POLÍCIA LATROCÍNIO

Mais dois homens são presos suspeitos de participação na morte do empresário que teve os dedos decepados

Os acusados foram presos na manhã desta quarta-feira (9/11) em uma barbearia em Goiânia.

10/11/2022 às 15h19 Atualizada em 10/11/2022 às 15h22
Por: Redação Fonte: Native News Carajás
Compartilhe:
Mais dois homens são presos suspeitos de participação na morte do empresário que teve os dedos decepados

Foram presos na manhã desta quarta-feira (9/11) em Goiânia (GO) mais dois envolvidos na morte do empresário Adilson Antônio Martins, de 51 anos. Os acusados, identificados como Isaque de Oliveira Araújo e Carlos Eduardo Sousa Dias, foram presos por volta de 10h em uma barbearia.

A dupla foi presa por uma equipe da Delegacia de Homicídios de Parauapebas, no sudeste do Pará, com apoio da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos de Goiás (PCGO). Eles estavam com mandado de prisão temporária decretado pela 1ª Vara Criminal de Parauapebas por homicídio qualificado.

Com a captura da dupla, agora são três acusados de envolvimento no crime presos. No último dia 4, foi preso Ailton Silva Coelho. O empresário teve os dedos cortados, para que os criminosos retirassem as digitais dele. Eles fizeram moldes de silicones para realizar saques por meio de biometria da conta da vítima em caixa eletrônico do Banco do Brasil.

O corpo dele foi encontrado no dia 2 de agosto deste ano já em estado de decomposição, na estrada de acesso ao balneário do “Camon”, na Palmares I, em Parauapebas. A vítima foi vista pela última vez no dia 31/07, em uma festa que realizou na casa dele.

Após a localização do corpo, as investigações iniciaram. Em um trabalho com a cooperação da Polícia Civil de Goiânia, a equipe da DH de Parauapebas localizou os dois acusados, que foram presos nesta quarta-feira.

Segundo familiares, Adilson Martins era proprietário de diversos empreendimentos na cidade e tinha um valor alto em sua conta bancária. Na época, foram lavados o carro, um HB 20 na cor chumbo, e o cordão de ouro dele.

Os acusados do crime foram flagrados por câmeras de segurança do BB fazendo saques na conta dele, usando suas digitais. Os acusados presos serão recambiados para Parauapebas, onde respondem pelo crime.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários