29°

Tempo nublado

Parauapebas, PA

Geral CONSULTA PÚBLICA

Projeto 'Avança Pará' é apresentado à sociedade em Breves, no Marajó

Parceria entre o Governo do Pará e o Banco Mundial, a iniciativa prevê o investimento de US$ 280 milhões em assistência social, educação e meio amb...

30/11/2023 às 23h00
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Equipes das secretarias de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), de Educação (Seduc) e de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) participaram de apresentação prévia do Programa “Avança Pará” no município de Breves, no Arquipélago do Marajó. A apresentação, realizada na manhã desta quinta-feira (30), contou com a participação de extrativistas e representantes de seis municípios da região.

O “Avança Pará” é uma iniciativa do governo do Estado em parceria com o Banco Mundial, que prevê o investimento de US$ 280 milhões em três ações principais: Assistência social e combate à fome, para reduzir o número de famílias em insegurança alimentar; Aceleração da aprendizagem, a fim de diminuir o percentual de crianças não alfabetizadas, e Meio Ambiente Floresta em Pé, tendo em vista a redução do desmatamento no Pará. Extrativistas e representantes de seis municípios da região participaram do debate sobre o projeto

Em Breves, o evento serviu para esclarecer as principais dúvidas dos presentes e ouvir sugestões, como parte do processo de consulta pública.

Continua após a publicidade
Anúncio

“Mais uma etapa do Projeto Avança Pará. Nós entendemos que é fundamental este momento de escuta, em especial com a população do Marajó, que será contemplada. É fundamental ouvirmos as pessoas para alcançarmos êxito nessa agenda. Trabalhar com esse processo de escuta nos possibilita o entendimento de ambas as partes, de quem está executando e também de quem estará recebendo, fazendo com que as pessoas se sintam parte desse processo, e dando uma base mais firme para o projeto”, disse Paulo Melqui, ponto focal do componente “combate à fome”, de responsabilidade da Seaster.

Territórios coletivos- O projeto prioriza a Região de Integração Marajó. Os investimentos serão destinados a territórios coletivos da região, para que o desdobramento das atividades contribua com a melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da região, fomentando a bioeconomia, a produção de novas tecnologias e a possibilidade de transferência de renda por meio do “Bolsa Floresta”.

“Essa já é a nossa segunda apresentação prévia do Programa. A primeira foi na sede da Secretaria, envolvendo órgãos da administração estadual. O projeto conta com essa transversalidade. Além do envolvimento direto da Semas, Seduc e Seaster, toda a estrutura governamental estará envolvida, assim como a sociedade de civil e os povos tradicionais. Nós temos nos esforçado para promover esses encontros presenciais, ouvindo esses públicos, recebendo retorno daquilo que é pertinente a partir da realidade local”, explicou a técnica em Gestão de Meio Ambiente da Semas, Beatriz Oliveira.

Eixos de investimento– Por meio do componente da assistência social, o “Avança Pará” busca ampliar o atendimento às famílias em vulnerabilidade, priorizando a insegurança alimentar grave, além da criação de uma rede de cooperação para combate à fome a partir da promoção da adesão dos municípios ao Plano Estadual de Segurança Alimentar. O projeto também garante investimentos em infraestrutura, a partir de equipamentos de órgãos de assistência social.

Já na área de meio ambiente, o objetivo é intensificar o uso de tecnologias e conectividade para fortalecer o combate ao desmatamento e o apoio a negócios da bioeconomia, colaborando para a implementação do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), via Bolsa Floresta.

Na educação, o projeto colabora para a alfabetização na idade certa por meio de avaliações diagnósticas e formativas frequentes, na garantia de materiais estruturados, na formação de professores e na aceleração da aprendizagem com ensino no nível certo, formação de tutores, aplicativos de correção de manuscritos, sistema de Alerta Preventivo de Evasão (SAP) e Busca Ativa.

O projeto está disponível nos sites das secretarias envolvidas, e em todos os documentos norteadores. O acesso é livre e permite a contribuição de membros da sociedade civil.

“Começamos a divulgação deste projeto no site, onde está todo o escopo do projeto, todos os componentes, entre eles o da aceleração de aprendizado, atendido pela Secretaria de Educação, com relatórios e planos de engajamento. Agora, em conjunto com a Semas e a Seaster, organizamos esse evento para divulgar melhor o projeto, explanar para a comunidade, ouvir e ter essa devolutiva da população, para então alcançar o sucesso no momento da execução”, reforçou a consultora do Banco Mundial na Seduc, Sandra Kassumi.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Parauapebas, PA Atualizado às 16h10 - Fonte: ClimaTempo
29°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 27°

Sáb 27°C 22°C
Dom 28°C 21°C
Seg 29°C 22°C
Ter 28°C 22°C
Qua 25°C 22°C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio