SONHO DE OFERECER OPORTUNIDADE PARA JOVENS CARENTES.

No bairro tropical, o Centro Comunitario de Capacitação, Desenvolvimento Social e Cultural usa arte para tirar jovens das ruas. O projeto social desenvolve atividades culturais que ajudam aproximadamente 450 famílias dos bairros Tropical I, II e Ipiranga.

Dança, teatro, música, artes plásticas, capoeira e artesanato são algumas das atividades que crianças, adolescentes, jovens e adultos exercem na humilde sede do Centro Comunitário, que é a antiga casa da presidente, uma casa de madeira que já não possui divisórias no seu interior.

De acordo com a presidente do Centro, Marilene Ferreira, há mais de quatro anos o projeto oferece uma série de atividades sócio-culturais que tem transformado a vida de meninas e meninos dos três bairros, com a orientação de instrutores voluntários.

“Nosso objetivo aqui é oferecer aos jovens alternativas saudáveis de divertimento, afim de que eles não ingressem na marginalidade”, diz Marilene.

A principal característica do Centro é o ensino de diferentes atividade, junto com parcerias de outras entidades como a Associação Ramos, que tem sua sede no Bairro Primavera.

“Para alcançar toda a comunidade, independente da idade, é necessário formar parcerias e oferecer uma variedade grande de atividades” ressalta a presidente do Centro.

Segundo Roran Reis, de 30 anos, que acabou de entrar para o quadro dos professores voluntariados “Os programas públicos socioeducativos não dão conta de atender a tantas pessoas, aí o Centro Comunitário as poucos foi chamando um amigo aqui outro ali e, devagar foi desenvolvendo, apesar que a atual sede é bem precária.”

Marilene tem um sonho de construir uma sede que possa oferecer uma estrutura de qualidade para as pessoas que utilizam as atividades do Centro Comunitário.

“Hoje temos um terreno e estamos buscando apoio para conseguir o material para construir uma nova sede, os moradores da comunidade já se ofereceram com a mão de obra para levantar este sonho.”

Este ano os professores, juntamente com a coordenação do Centro Comunitário, estão procurando um local para alugar, para começar suas aulas de capacitação, orientação para o mercado atual de trabalho e espanhol, enquanto a nova sede não fica pronta.

Adersen Arantes/Da Redação Do Parazão tem de tudo

ULTIMAS NOTÍCIAS