CRIANÇA DE 2 ANOS MORRE VÍTIMA DE LEISHMANIOSE EM PARAUAPEBAS

O Hospital Municipal de Parauapebas registra morte de criança por leishmaniose

Era por volta de 08:40hs, quando a menor de iniciais E. A. L. de S., veio a óbito com complicações decorrentes da leishmaniose visceral. A menor tinha apenas 2 anos de idade e morava no bairro Vila Nova. O óbito ocorreu no Hospital Geral de Parauapebas.

Se o Poder Público não se posicionar, muitas vidas serão ceifadas.

A Vigilância Ambiental não tem preparo para essa epidemia que ocorre em nossa cidade, pois se assim tivesse não estaríamos nos deparando com essa situação.

Os médicos possuem sua parcela de culpa, pois não fazem um diagnóstico rápido, muitos deixam de solicitar os testes que poderiam detectar a doença no início e aumentar as chances do paciente se curar.

Nossa equipe trabalha na coleta de mais informações. A qualquer momento voltaremos com novidades sobre esse triste caso.

ULTIMAS NOTÍCIAS

Tarado de 68 anos é preso acusado de estuprar criança de 8 anos no Marajó

Um idoso de 68 anos que não teve a identidade revelada foi preso pela Polícia Militar acusado de estupro de vulnerável na tarde da última

Município do Pará proíbe entrada de pescado vindo do Amazonas

A Vigilância Sanitária do município de Altamira publicou uma Nota Técnica que proíbe a importação ou comercialização de qualquer tipo de pescado, seja ele de

Polícia caça suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Parauapebas presenciou, na última quarta-feira (15), uma cena de terror: cinco corpos foram encontrados Às proximidades do bairro Vila Nova, em Parauapebas. A indicação é

Prefeitura realiza entrega de tablets para os agentes de combate as endemias

Os Agentes de Combate às Endemias (ACE), de Parauapebas são os primeiros do Estado do Pará, a contar com um tablet que possui um sistema

Mutirão de vacinação em Marabá volta a acontecer nesta quinta e sexta

A movimentação pela procura da segunda dose da vacina contra a Covid-19 começou cedo na manhã desta quinta-feira (16) em Marabá no sudeste paraense. Após

CPI da Vale: funcionários da área ambiental se abstém de responder sobre responsabilidades

O Gerente Executivo do Departamento de Meio Ambiente Corporativo da mineradora Vale, Bruno Santos Ferraz e o Especialista Técnico em Licenciamento Ambiental, Luciano Madeira, foram