ADOÇÃO DE CRIANÇAS POR CASAIS DO MESMO SEXO AUMENTA NO PARÁ

A adoção de crianças por casais do mesmo sexo vem aumentando a cada ano, este cenário foi impulsionado após a resolução 175 do Conselho Nacional de Justiça que garante oficialização entre pessoas do mesmo sexo. No Pará, além do casamento, o número de pedidos de adoção por parte deste grupo vem crescendo.

Segundo a advogada Sydneia Alves da OAB de Parauapebas, existem critérios para que uma pessoa se habilite à adotar uma criança ou adolescente.
“Quem tem desejo de adotar basta seguir Alguns critérios, tem que ter 16 anos a mais que a pessoa que pretende adotar, não tem problema se é uma pessoa solteira, ou um casal heteroafetivo ou homoafetivo. Qualquer tipo de faminha pode acolher uma criança” diz a advogada.

André Reis é servidor público na Prefeitura municipal de Parauapebas e Jonas Comes é professor na rede pública. Eles vivem juntos há dois anos e são casados desde 2017, o desejo de ter filhos surgiu logo após o casamento de forma espontânea e com o amadurecimento da relação, afirma André.
“ O desejo foi mútuo e aos poucos foi crescendo e abraçamos a ideia, nos informamos como era o processo de adoção na vara de infância e da Juventude. Logo fizemos a habilitação no cadastro de adoção, adentrar no processo e no tradicional curso preparatório proposto pelo Judiciário, tudo começou em maio de 2017, e hoje estamos com os nossos três filhos, eles são as nossas alegrias” afirma André, orgulhoso.

O casal queria adotar uma criança mas, ao descobrir que eram três irmãos, eles decidiram adotar todos pois, segundo Jonas, eles queriam construir uma família e não dissolver uma.
Hoje o casal tem a guarda provisória e estão no processo final para a guarda definitiva.
“No momento que vi os três, meu coração teve a certeza que eles já eram meus filhos” diz Jonas, emocionado.

PESQUISA
Uma pesquisar promovida pelo Instituto Williams da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, Estados Unidos, descobriu que casais homossexuais se separam menos que casais héteros.

Realizado em 23 estados norte-americanos, o estudo revelou que a taxa de separação entre homossexuais é aproximadamente metade da taxa entre heterossexuais: em geral, aproximadamente 2% dos casais heterossexuais casados divorciam-se por ano, enquanto a cifra é de 1% entre os casais homossexuais.

Da redação Do Parazão Tem De Tudo

ULTIMAS NOTÍCIAS

Florindo o Mundo certifica mulheres e realiza aula inaugural para 2ª turma

“Uma grande capacitação que a prefeitura fez. Foram 50 mulheres capacitadas pelo Florindo o Mundo. Estou feliz e quero só agradecer pela oportunidade de estar

Um homem morre e outro fica gravemente ferido após avançarem sinal em Parauapebas

Um homem ainda não identificado morreu e outro, até o momento também sem identificação, está internado em estado grave no Hospital Municipal de Parauapebas, em

Pescado de Parauapebas está livre da doença “da urina preta”

Queda em mais de 90% nas vendas e prejuízo de quase R$ 3 milhões para toda a cadeia produtiva do peixe em Parauapebas desde o

CPI da Vale: Executivos de áreas sociais deixam perguntas sem respostas

A Vale registrou lucro líquido de R$ 30,56 bilhões no primeiro trimestre de 2021 e R$ 26 bilhões no ano de 2020. O Pará responde

Como a Lei Geral de Proteção de Dados se aplica ao setor de food service

Com sanções em vigência desde 1º de agosto último, a Lei Geral de Proteção de Dados – conhecida pela sigla LGPD – se aplica tanto

Mulher mata marido com facada no peito em Santarém

Um desentendimento familiar que culminou na morte de um homem. A motivação ainda é desconhecida. O crime chocou familiares e os moradores da região.  Uma