google.com, pub-5168977010783922, DIRECT, f08c47fec0942fa0
25 de julho de 2021

Governo Presente avança obras da Usina da Paz em Parauapebas, cumprindo promessas de campanha

O governo de Helder continua realizando obras no sudeste do Pará. Em Parauapebas, um dos projetos que está em fase de construção é a “Usina da Paz”, uma iniciativa que faz parte do programa estadual Territórios Pela Paz.

A estrutura está sendo construída no bairro Tropical II e irá oferecer a Parauapebas complexos esportivos, espaços de inclusão digital e vários serviços, como atendimento médico e odontológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, ações de segurança, capacitação técnica e profissionalizante, espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade. Também haverá espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca.

A Usina da Paz mesmo em fase de construção já está beneficiando a população, pois vem empregando a mão de obra local neste empreendimento. O pedreiro Jeová Lima Diniz, é um dos funcionários da obra. Morador do bairro Tropical II, ele afirma que é gratificante trabalhar neste projeto tão importante.

Eu moro bem próximo aqui da Usina, nesta rua ao lado, e trabalhar aqui é motivo de orgulho porque o nosso bairro precisa muito dessa assistência, muitos jovens não têm direcionamento e acabam indo para o lado do crime e das drogas, então eu vejo que esse projeto do Governo do Estado vai conseguir resgatar e ajudar muitas pessoas”, disse Jeová.

O objetivo do Governo do Pará é construir 10 Usinas da Paz, tanto na Região Metropolitana de Belém, quando no sudeste do Estado. As obras em cada município estão sendo acompanhadas por uma equipe da Diretoria da Usina da Paz, da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), órgão que garante a segurança e faz vistorias frequentes nos canteiros de obras.

As obras da Usina da Paz em Parauapebas seguem em ritmo acelerado e a previsão e que até o final deste ano a obra seja entregue para toda a população.

Fonte: Agência Pará

Comentários do Facebook