17 de junho de 2021

Preço do açaí consumido pelo paraense continua em alta, aponta Dieese

Um levantamento realizado pelo DIEESE/PA no mês passado aponta que pelo quarto mês consecutivo deste ano, o preço médio do litro do Açaí consumido pelos paraenses voltou a ficar mais caro. Esta constatação foi feita após o acompanhamento da trajetória dos preços do produto, com pesquisas semanais envolvendo Feiras Livres, Supermercados da Capital e outros pontos de vendas espalhados pela cidade.

Ainda segundo a Pesquisa, nos quatro primeiros meses deste ano , o preço do litro do Açaí do tipo médio apresentou uma pequena alta no mês passado de 0,61% em relação ao mês de março, entretanto o reajuste acumulado no preço do produto nos quatro primeiros meses deste ano foi bem superior à inflação, alcançando quase 27,00% contra uma inflação calculada em 2,35% para o mesmo período.

Os preços do litro de Açaí são diferenciados em função dos vários locais de vendas, com isso existem diferenças de preços entre as várias Feiras e pontos de vendas espalhados pela cidade, assim como os Supermercados que comercializam o produto. Na última semana do mês de abril, o litro do Açaí do Médio foi encontrado pelo DIEESE/PA com os seguintes preços: Nas Feiras Livres o menor preço encontrado foi de R$ 16,00 e o maior R$ 22,00 e nos Supermercados o preço do produto foi encontrado com preços em torno de R$ 24,00.

O estudo revela que qualquer tipo de Açaí consumido pelos paraenses nos dias atuais continua absurdamente com os preços elevados. Esta situação não se justifica, principalmente em função do volume de produção do produto no Estado. O Pará continua sendo o maior produtos de Açaí do país, porém uma parte considerável desta produção é exportada e o que fica por aqui, fica muito caro, penalizando principalmente a população de menor renda.

Romanews

Comentários do Facebook