1 de agosto de 2021

Raio-X azulino: Bonamigo revela que oportunidade a reservas é avaliação já mirando a Série B

Com oito pontos de vantagem sobre a Tuna no Grupo B, o Remo já está classificado para a segunda fase do Campeonato Paraense. Por isso, Paulo Bonamigo fez da partida deste domingo, contra o Águia, um laboratório para observar a analisar peças que vinham sendo pouco utilizadas na temporada. Seis titulares foram poupados e sequer viajaram a Marabá. Após o empate em 1 a 1, o próprio técnico avaliou que faltou entrosamento e intensidade aos azulinos.

– Ficamos pouco [com a bola], o adversário também neutralizou bem a nossa equipe. Mas era normal, estava previsto, nós até cobramos um pouco mais de intensidade, principalmente na segunda parte, quando diminuiu o forte calor. Mas não conseguimos controlar o adversário. Talvez, na reta final, tivemos um pouco mais de controle, mas foi um jogo muito equilibrado – avaliou.

As duas equipes tiveram muito mais disposição do que qualificação. Daí, eu acho que ficou um resultado justo pelo que aconteceu nos 95 minutos”.
— Paulo Bonamigo, técnico



Permaneceram em Belém o zagueiro Rafael Jansen, os laterais Wellington Silva e Marlon, o volante Lucas Siqueira e o meia Felipe Gedoz. Bonamigo citou os critérios utilizados para definir os poupados e salientou que a avaliação dos reservas já serve como parâmetro para a Série B.

– Foram jogadores que precisamos poupar porque estamos disputando a Copa do Brasil, uma viagem 12h, mais 11h de volta [contra o CSA]. Entramos em uma etapa do Parazão praticamente já classificados, então é hora de olhar. O critério específico foi olhar todo o elenco porque precisamos de uma avaliação mais conclusiva, temos a Série B mais para frente e uma disputa importante da reta final do Parazão – explicou.

A delegação azulina retorna de Marabá nesta segunda-feira. A reapresentação aos treinos está marcada para terça, às 9h, no Baenão. O Remo já tem compromisso pelo estadual no dia seguinte, quando receberá o Castanhal, em casa, a partir das 17h.

Outros trechos da coletiva de Paulo Bonamigo
Avaliação do time misto
– Acho que é importante a gente fazer avaliações em cima do elenco, de alguns jogadores que precisávamos ver, efetivamente, dentro de uma partida. Foi muito proveitoso e esse foi o intuito, fazer uma minutagem nos jogadores que estavam precisando jogar. O jogo foi difícil, enfrentamos um adversário que foi extremamente aguerrido, fez um jogo extremamente competitivo. Alternamos a performance dentro do jogo, normal também pela falta de ritmo de atletas que têm essa pouca minutagem.

Problemas ofensivos
– Talvez um pouco da nossa transição, principalmente na construção ofensiva, tivemos dificuldades. Fizemos muitas bolas longas, o campo estava justo, o jogo foi muito pegado, forte calor. As duas equipes marcaram bastante e aí tivemos problemas para impor o nosso jogo. Foi muito mais na base da transpiração, na vontade, do que propriamente em qualidade de jogo. E, faltando qualidade de jogo, obviamente que, às vezes, não vem o resultado. GE

Comentários do Facebook
Share