14 de junho de 2021

Médica destila ódio com várias declarações e que iria comemorar morte do Duda com champanhe

A Ex-diretora do Hospital Geral de Parauapebas e médica Raijane Martins Barbosa Loras, foi exonerada por destilar ódio contra o empresário Fernando Souza, conhecido por “Duda” que morreu em um acidente de caro na rodovia PA-275 domingo dia (31).
Em áudio gravado pela médica, ela se diz feliz pela morte do Empresário e que iria comemorar abrindo um champanhe. As declarações da médica causaram repúdio e revolta dos familiares e muita repercussão nas redes sociais, e isso feriu o código de Ética.


O Código de Ética Médica

Entre outras condutas, é vedado ao médico ‘tratar o ser humano sem civilidade ou consideração, desrespeitar sua dignidade ou discriminá-lo de qualquer forma ou sob qualquer pretexto’, está no Código de Ética Médica.

Exoneração da médica em 2017.




Comentários do Facebook