20 de junho de 2021

Jovem de 17 anos considerado de alta periculosidade pela polícia morre em intervenção policial e era investigado no envolvimento do caso Kechily

Na noite de ontem segunda-feira 1, um adolescente de 17 anos de idade, considerado de alta periculosidade pela polícia, morreu no início da noite de ontem em intervenção policial. Segundo a Polícia Militar, por volta das 18 horas, o jovem identificado Edney Freire Rodrigues da Silva foi localizado em uma residência na rua São Pedro, bairro Casas Populares II, Instante em que ao perceber a polícia teria atirado nos PMs. Segundo informações o mesmo era investigado pelo Departamento de Homicídio da Polícia Civil de Parauapebas, suspeito de envolvimento no bárbaro assassinato da adolescente e estudante de 13 anos, Kechily Costa de Souza, encontrada sem cabeça uma semana após desaparecer quando retornava da escola para residencial Alto Bonito onde morava com a mãe. O corpo da garota foi encontra dias depois do desaparecimento no matagal do bairro Alto Boa Vista, próximo onde morava.

A arma e a droga que foi apreendido com Edney Freire.


Boletim de Ocorrência

Consta no boletim que por volta das 18 horas, um guarnição do Grupo Tático Operacional (GTO) havia recebido informações do Serviço
Reservado da Polícia Militar relatando que um indivíduo considerado de alta periculosidade identificado por Edney Freire Rodrigues da Silva, se encontrava escondido em uma residência localizada nas Casas Populares II e que contra o mesmo constava solicitações de mandados de prisão. Mediante a informação as guarnições GTO e GTO EXTRA e todas guarnições da ROCAM fizeram o cerco a
residência onde o referido indivíduo estaria. Ao adentrarem no local, ainda segundo os policiais, as guarnições foram recebidas com disparo de arma de fogo onde para revidar a injusta agressão um dos componente da guarnição ROCAM efetuou 03 disparos de pistola, vindo a atingir Edney. Em ato continuo a GU
acionou o SAMU, porém a Unidade Móvel demorou, e o baleado foi socorrido e encaminhado ao Hospital Geral de Parauapebas, (HGP), onde evoluiu ao óbito.
Na 20ª Seccional Urbana de Polícia civil de Parauapebas, os PMs apresentaram ao delegado plantonista Nelson Alves Júnior, uma arma de fogo de fabricação caseira tipo Garruncha, sem numeração, municiada com um cartucho calibre 36, deflagrado, além de 1.9 gramas de uma substância análoga ao crack, 6.69 gramas de outra substância esverdeada popularmente conhecida por “maconha” e uma balança de precisão.
De acordo com informações policiais, em 2018 Edney Freire Rodrigues da Silva, de 17 anos de idade, cumpriu 7 meses de medidas sócio-educativa no CIAM em Marabá acusado de roubo, e também vinha sendo investigado suspeito de um dos membros da facção criminosa que matou a estudante Kechily em março do ano passado.



Neide Folha/ Revisão: Urias Showdenn Portal Parazão Tem de Tudo

Comentários do Facebook