12 de junho de 2021

FPF quer anulação da partida entre Manaus e Paysandu: “confiantes não estamos, mas vamos lutar”

Um encontro, por videoconferência, foi marcado na tarde desta quinta-feira (4) para discutir junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a possível anulação da partida entre Manaus e Paysandu ocorrida na última quarta-feira (3) pelas quartas de final da Copa Verde. Na ocasião, o Paysandu ganhava o jogo por 1 a 0quando o Manaus empatou com um gol mal marcado pelo assistente Paulo César Ferreira de Almeida e pelo árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão.
Participaram do encontro virtual o presidente bicolor, Maurício Ettinger; e o advogado do clube no Rio de Janeiro, Marcelo Jucá; o presidente da Federação Paraense de Futebol – FPF Adelcio Torres; o vice-presidente, Maurício Bororó; o diretor de competições, Del Filho; o presidente da comissão de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, assim como o secretário geral da entidade, Walter Feldman.
Maurício Bororó, apesar de não tão confiante após a reunião, disse que o advogado da Federação, juntamente com o advogado do Paysandu tentarão de todas as formas para que a partida seja anulada pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). “Confiantes não estamos, mas vamos lutar. Estamos unidos com o Paysandu e ninguém vai desistir, e vamos tentar tudo o que tem direito, até anular a partida, mas quem vai definir é o STJD.”
Bororó também reconhece que o Paysandu foi prejudicado diversas vezes por erros de arbitragem. “Estamos muito chateados com tudo isso que aconteceu, com esse erro grosseiro da arbitragem que prejudicou mais uma vez o Paysandu”, finalizou.
Paysandu e Manaus se reencontram no jogo de volta das quartas da Copa Verde no próximo domingo (7) no estádio Mangueirão, a partir das 16h. Diário Online

Comentários do Facebook
Share