19 de abril de 2021

Estado abre mais 24 leitos clínicos no Hospital Regional do Baixo Amazonas

Na manhã deste domingo (7) foram transferidos cinco pacientes clínicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, na região Oeste. O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), abriu hoje mais 24 leitos clínicos no HRBA, a fim de diminuir a ocupação da UPA, que estava operando acima da capacidade.
Os pacientes foram conduzidos em três ambulâncias, acompanhados pela equipe de profissionais em saúde do Hospital Regional. Agora, estão recebendo tratamento no terceiro andar da unidade, que agora é exclusivo para pacientes com Covid-19. Eles são os primeiros a ocupar os novos leitos clínicos. O HRBA conta agora com 95 leitos exclusivos para pacientes de Covid, sendo 51 de UTI e 44 clínicos.


“Hoje é um dia muito importante na estratégia do governo do Estado em relação ao enfrentamento da Covid na região Oeste do Pará. São mais 24 leitos clínicos que estão à disposição da população. O objetivo principal desta ação é desafogar o atendimento da UPA, que passou por um período de sobrecarga. Então, abrindo esses novos leitos no Hospital Regional, o atendimento na UPA será normalizado em relação à Covid”, disse o diretor do Hospital Regional do Baixo Amazonas, Hebert Moreschi.
Resultados – Para Guilherme Mesquita, titular da Diretoria de Desenvolvimento e Auditoria em Serviços de Saúde da Sespa (DDASS), a estratégia do governo em trabalhar em conjunto com a Prefeitura de Santarém está dando resultados e ajudando a estabilizar a ocupação da UPA.
“Desde o dia 2 (de fevereiro) estamos atuando dentro do núcleo interno de regulação da UPA, com o aval da Prefeitura de Santarém, para dinamizar o procedimento de internação dos pacientes, e assim diminuir a taxa de ocupação da UPA. Decidimos como estratégia abrir esses novos leitos, para dar suporte à região, desafogando os atendimentos na UPA, até que o Hospital de Campanha seja aberto e funcione em sua totalidade”, explicou o diretor.
O secretário Regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto, ressaltou a importância do apoio do Executivo estadual aos municípios, dando suporte e garantindo assistência à população. “Estamos atuando de forma constante aqui na região desde o início desta segunda onda de contágio, dando total apoio aos municípios para desafogar os sistemas municipais. Em Santarém já conseguimos transferir dezenas de pacientes, que estavam internados na UPA, para os hospitais regionais do Baixo Amazonas e Tapajós. Na manhã de hoje abrimos mais leitos, o que vai ajudar a desafogar o atendimento em Santarém”, disse o secretário regional.
Parceria e estratégia – A Sespa, em conjunto com a Secretaria de Saúde de Santarém, tem reduzido o número de ocupações na UPA, com transferências mais céleres de pacientes para hospitais de referência em Covid-19 na região Oeste, onde o contágio pelo novo coronavírus é agudo no momento.
O trabalho iniciou esta semana, quando diretores da Sespa e gestores municipais identificaram um fluxo acima do esperado na UPA, mesmo com leitos à disposição. Com o aval da Prefeitura, uma equipe técnica da 9ª Regional de Saúde da Sespa foi para a unidade, verificar os problemas e saber o motivo de os pacientes não estarem passando pela regulação.

Comentários do Facebook
Share