21 de junho de 2021

Vacinação paraense começará com 124 mil doses da Coronavac

Assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial da Coronavac, desenvolvida no país pelo Instituto Butantan, o governador Helder Barbalho anunciou em suas redes sociais, nesta tarde de domingo (17), que viaja ainda hoje a São Paulo (SP) para buscar as primeiras 124 mil doses do imunizante.
Segundo o governante, já cedo nesta segunda-feira (18), ele receberá na capital paulista o primeiro lote de vacinas liberado para o Pará. “A primeira parte das vacinas do nosso Estado. Nesta primeira fase serão 124 mil doses, onde estaremos priorizando, em face ao quantitativo, profissionais de saúde, indígenas e pessoas que estão em asilos e casas de cuidado”.

Ainda segundo Helder, a vacinação é prioridade para o Pará e é a grande chance de virar a página da enfermidade que tanto vem afligindo a população.

MINISTRO PROMETE PARA QUARTA-FEIRA

A vacinação contra Covid-19 no Brasil deve começar em todos os estados na quarta-feira, 20/1, às 10h, afirmou hoje o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.
O ministro deu entrevista coletiva após a diretoria da Anvisa ter aprovado, por unanimidade, o uso emergencial das vacinas da farmacêutica chinesa Sinovac (a Coronavac) e do consórcio da farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca com a Universidade de Oxford. O desenvolvimento das vacinas contou com a parceria, respectivamente, de Instituto Butantan e Fiocruz.
Pazuello afirmou que o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Brasil é o maior do mundo, costuma ministrar 300 milhões de doses por ano e pode vacinar 1 milhão de pessoas por dia. Correio de Carajás

Comentários do Facebook