22 de junho de 2021

Canaã começa vacinação de 361 profissionais de saúde e indígenas

A enfermeira Amanda Medeiros, coordenadora do hospital de campanha contra a Covid-19 em Canaã dos Carajás, foi uma das primeiras profissionais de saúde a receber a CoronaVac, vacina enviada pelo Ministério da Saúde para combater o novo coronavírus que infectou mais de cinco mil pessoas e já matou 51 pacientes desde primeiro caso registrado na cidade, há pouco mais de um ano. “Temos esperança que vamos conseguir vencer esse vírus,” relatou a servidora pública.
A apresentação da vacina aconteceu nesta terça-feira (19) durante uma coletiva de imprensa na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará.
Ao todo, 361 doses serão distribuídas, inicialmente, aos servidores públicos e também do hospital 5 de Outubro, da rede privada, além de 35 indígenas que vivem em uma aldeia no município. “Estamos cumprindo o protocolo do Governo do Estado. A princípio, 40% dos profissionais da saúde serão vacinados em seus postos de trabalho e, por medida de segurança, homens da Polícia Militar farão a escolta dessas vacinas até o local onde vão ser aplicadas”, explicou Dayane Celestrini, secretária municipal de Saúde.
A prefeita de Canaã dos Carajás, Josemira Gadelha, que também participou do ato simbólico, disse que um protocolo de intenções para compra direta, com recursos próprios, de 160 mil frascos de vacina, foi assinado pela gestão anterior ainda no ano passado com o objetivo de imunizar toda a população da cidade com duas doses.
“Nós estamos aguardando a liberação dessas vacinas tão logo sejam disponibilizadas para venda. Compraremos a que primeiro for liberada, seja a de Oxford, da Fundação Oswaldo Cruz ou a Coronavac, do Butantan”, disse a gestora.
Mesmo com a chegada da vacina emergencial, os cuidados básicos para combater a proliferação do novo coronavírus devem ser tomados. (Nyelsen Martins) Correio de Carajás.

Comentários do Facebook