23 de junho de 2021

Após pagarem fiança, polícia libera agentes que agrediram mulher em barco no Pará

Foram liberados nesta sexta-feira, 18, os três policiais que ameaçaram e agrediram uma mulher dentro de uma embarcação que fazia o trajeto Portel/Belém, no Pará, após o pagamento de fiança. Os três irão responder pelos crimes de lesão corporal e abuso de autoridade.
Segundo informações da Secretaria de Segurança do Estado (Segup), a fiança é arbitrada, conforme prevê a lei, em caso de crimes que não somam quatro anos de penalidade. Na quinta-feira, 17, os agentes foram autuados e afastados de suas funções, tendo suas carteiras funcionais e armamentos retirados.
Ainda de acordo com a Secretaria, os agressores irão responder a um processo administrativo disciplinar, onde serão analisadas as condutas adotadas pelos policiais durante a ação. O processo tem prazo de 60 dias, e pode ser prorrogado por mais 60 dias até que o inquérito policial seja finalizado.
Revoltados, moradores do município de Breves, no Marajó, realizaram uma manifestação pedindo proteção à mulher agredida pelos policiais e cobraram a punição dos envolvidos na violência.
Dezenas de pessoas foram às ruas da cidade, em uma caminhada e buzinaço, com faixas e cartazes, gritando palavras de ordem. O protesto foi organizado pela Secretaria Municipal da Mulher.

Relembre o caso

De acordo com a denúncia, no momento em que o navio atracou no porto de Breves, na Ilha do Marajó, uma senhora que é paciente de TFD (Tratamento Fora do Domicílio) vinha a Belém, para uma consulta. Quando ela tentou atar uma rede para descansar durante a viagem, uma policial, que já estava na embarcação, impediu que a mesma se deitasse próxima a ela. RomaNews

Comentários do Facebook
Share