21 de junho de 2021

Pará é o 4º estado brasileiro que mais investiu em saúde pública em 2020

Dados do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), que leva em consideração o percentual da Receita Corrente Líquida gasto em Ações e Serviços Públicos em Saúde, de todos os estados brasileiros, mostram que o Pará é o quarto que mais investiu em saúde pública em 2020. Os números correspondem ao 5º bimestre deste ano e apontam que o Governo do Pará investiu, neste período, 16,34% do valor arrecadado com impostos em saúde. Por lei, cada estado deve aplicar, no mínimo, 12% da RCL nesse setor anualmente. De acordo com o ranking, os estados à frente do Pará são Amapá (23,83%), Amazonas (20,24) e Tocantins (17,68%).
De acordo com informações da Diretoria Administrativa e Financeira da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), ao longo deste ano o Estado investiu R$ 1.539.558.398,00 em saúde pública. Somente no combate e tratamento da pandemia de Covid-19 foram aplicados R$ 557.813.138,42, entre recursos estaduais e federais, em investimentos e custeios de várias ações, como as Policlínicas Itinerantes e equipamentos para hospitais de campanha.
Em 2020, paralelamente ao combate à Covid-19, o Governo do Pará investiu em várias ações para desafogar o sistema público de saúde. O Projeto Fila Zero, por exemplo, trouxe bons resultados com a criação dos programas “Obesidade Zero”, “Doenças ortopédicas da infância”, “Pré-operatório rápido” e “Triagem Pós-Covid”, iniciativas que surgiram a partir da identificação dos principais gargalos no acesso da população a cirurgias e internações.
Demanda reprimida – “Nossa intenção é, cada vez mais, dar atenção ao combate das sequelas da Covid-19 e tentar acabar com as filas que foram geradas, em outras demandas de saúde, devido à atenção que precisávamos dar à pandemia. Essas demandas estão relacionadas a consultas, cirurgias e atendimento médico e hospitalar que ficaram reprimidas, mas que também precisam do nosso olhar”, ressalta Ariel Barros, secretário adjunto de Gestão Administrativa da Sespa.
Para o custeio dos 21 hospitais mantidos pelo Estado foram destinados R$ 1.109.162.842,43. Como parte da estratégia de combate ao novo coronavírus também foram instalados cinco hospitais de campanha nos municípios de Santarém, Marabá, Breves, Altamira e Belém, nos quais foram investidos R$ 187.149.952,00. No transporte aéreo de pacientes em todo o Pará, o governo estadual investiu aproximadamente R$ 20 milhões.
“Para 2021 vamos buscar a captação de mais recursos para investir na saúde. Estamos, neste momento, realizando um levantamento importante sobre materiais e equipamentos necessários aos hospitais do Estado, que precisam ser renovados para atender a população de modo cada vez mais eficiente”, adianta o secretário adjunto.

Comentários do Facebook
Share