25 de junho de 2021

Obras de Drenagem no Mercado Municipal começam dia 15 de dezembro em Parauapebas

A prefeitura antecipou a execução das obras de drenagem do Mercado Municipal que estavam previstas para etapas posteriores do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). A decisão tem o aval do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia parte do programa, fazendo Parauapebas dar um grande passo.
“Com essa obra vamos resolver, em definitivo, o problema de alagamento recorrente em período chuvoso na região do Mercado Municipal. Conseguimos sensibilizar o banco para a urgência dessa drenagem no local, eles entenderam e aprovaram a antecipação das obras para a etapa atual do Prosap”, afirma o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen.
Na região será construída uma nova galeria subterrânea, com diâmetro maior. Serão mais de 1.500 metros de extensão, em duas linhas paralelas de aduelas tamanho 2,5m x 2,5m de concreto armado. A rede interligará o igarapé Guanabara, nas proximidades do Mercado Municipal, ao Ilha do Coco, em frente à prefeitura.
“O problema das enchentes na região do Mercado Municipal se dá em função da rede de drenagem pluvial instalada há muito tempo no local, ela é incapaz de escoar, de forma rápida, o grande volume de água que vem dessa região da cidade. Com a nova estrutura que vamos construir faremos galerias bem maiores, que facilitará o escoamento. Pra se ter uma ideia do tamanho dessas galerias, um carro pequeno passa facilmente por dentro delas”, explica o coordenador de projetos especiais da prefeitura, Cleverland Carvalho.
As obras devem iniciar no próximo dia 15 de dezembro, com a construção das caixas de passagens. Para instalar a rede de drenagem, a prefeitura depende da retirada de 40 postes de energia de alta tensão, responsabilidade da Equatorial – empresa de energia do estado, que já foi notificada e apresentou o cronograma para execução dessa retirada.
“Interditamos uma parte do estacionamento localizado em frente ao Mercado Municipal, onde as obras irão iniciar. Em determinado momento será necessário interditar trechos da PA-275 e da Avenida Liberdade, por um breve período. Nossa estimativa é concluir as obras nesses locais até o final de fevereiro”, informa Cleverland.
A justificativa técnica para a antecipação das obras no local é que, além da urgência em função do período chuvoso, há o risco de comprometer as obras já iniciadas na primeira etapa do Prosap.

Assessoria de Comunicação/PMP

Comentários do Facebook
Share