15 de junho de 2021

Nicolas agradece reconhecimento de técnico do Londrina e afirma: ‘Não fazemos isso na sorte’

Artilheiro do Paysandu na temporada 2020 com 19 gols em 36 jogos, Nicolas vem “atormentando” a vida dos adversários. Seja nos jogos em Belém ou seja nos jogos longe de Belém. No último sábado, ele foi o responsável por abrir o caminho da vitória bicolor em cima do Londrina. Com dois gols de cabeça, o atacante entrou de vez na briga pelo topo da estatística da Série C.
Após aquela partida, o técnico do Londrina, Alemão, não poupou elogios ao atacante do Paysandu. Durante a entrevista coletiva, ele colocou Nicolas em “condições de jogar na Série A do Brasileiro”. Nesta terça-feira, 29, o artilheiro bicolor falou do assunto e agradeceu o “reconhecimento” do treinador adversário. “Fico muito contente pelo reconhecimento. Isso demonstra que o meu trabalho vem sendo bem feito, com a ajuda dos meus companheiros. Tenho conseguido fazer minhas partidas em alto nível, fazer meus gols, que é importante e ajuda demais. Fico muito feliz pelo reconhecimento, ainda mais pelo treinador adversário. A gente agradece e espero só melhorar, trabalhando, para sempre estar evoluindo”.
Nicolas conta ainda que os números obtidos até este momento da temporada não é por acaso. Ele revela que “incomoda bastante” a comissão técnica e os companheiros no dia a dia para ficar treinando além do horário estabelecido pelo clube. “Não é a toa. Não fazemos isso na sorte. É fruto de um trabalho que venho fazendo há algum tempo. Os meus treinadores, quem cuida mais dessa parte de finalização, hoje é o Basílio, incomodo bastante por sempre estar fazendo no final do treino e as vezes até faço demais. Conto com a ajuda dos meus companheiros, dos goleiros, do Silvano Austrália, preparador de goleiros. Treinamos quase que todo dia. É fruto de um trabalho de um longo tempo já e não é a toa que faço muitos gols de cabeça. É sempre estar melhorando, trabalhando, para aperfeiçoar cada vez esse fundamento”.
“Isso é fruto do trabalho com a contribuição dos meus companheiros, dos profissionais que estão aqui e os que já passaram por aqui. Devo a cada um deles os meus números. Trabalho muito para buscar, mas reconheço que muitas pessoas contribuem para isso. Espero estar melhorando a cada jogo, a cada dia minhas marcas pessoas porque quem ganha é o Paysandu por causa dos nossos objetivos e onde queremos chegar”, completa.

Objetivo particular

Prestes a completar dois anos de Paysandu, Nicolas vive a expectativa de obter a sua segunda conquista com o clube. Em setembro deste ano, o atacante ajudou o Papão a quebrar a sequência de dois anos do Remo dentro do Campeonato Paraense. Além disso, ele viveu de perto os traumas da temporada 2019, quando o acesso à Série B e o título da Copa Verde escaparam nos pênaltis.
Agora, a três jogos de conseguir recolocar o Paysandu na segunda divisão do futebol brasileiro, o atacante garante estar preparado para isso. Nicolas conta que a conquista do acesso é uma “sonho particular” por tudo o que aconteceu no ano passado. “É meu sonho particular porque no ano passado ficou muito perto, tento o título da Copa Verde como o acesso (à Série B). É algo que ficou para trás, nos molda, nos ensina, para que possamos usar nestas situações novas que encontramos. Quero demais, não escondo de ninguém. Busco muito, trabalho para isso, tenho me preparado muito para estes momentos finais porque eu sabia que o nível de competitividade iria aumentar e eu precisaria estar preparado. Trabalho muito e estou me concentrando para estes jogos finais para conquistar o que quero”.
Na próxima segunda-feira, 4 de janeiro, o Paysandu fará a quarta partida neste quadrangular final da Série C. De novo contra o Londrina, só que no Estádio do Café, no Paraná, Nicolas vê o clube no caminho certo para alcançar o principal objetivo da temporada. Além disso, ele destaca que a equipe já entendeu todo jogo será uma decisão.
“São seis decisões neste quadrangular final. Já tivemos três e o próximo contra o Londrina será mais uma. Tem um ar de decisão. É um jogo importante que define muitas coisas na competição. Estamos indo preparados para isso, uma verdadeira decisão. A nossa equipe, mais do que nunca, está muito focada para esse tipo de jogo no campeonato. Temos total consciência do momento em que estamos hoje. São assuntos diários, conversas paralelas, tudo com o objetivo do acesso. A gente vem se motivando, ajustando as coisas no dia a dia e o pensamento é um só, fazer bons jogos, buscar os pontos necessários, porque vai ser disputado até o final, muito equilibrado. Tenho certeza que estamos no caminho certo e todo mundo olhando para o acesso”, concluiu. RomaNews

Comentários do Facebook
Share