13 de junho de 2021

Irmãos são presos por tráfico de droga em Parauapebas

Foram presos e apresentados na 20º Seccional Urbana de Polícia Civil, por tráfico de entorpecentes os irmãos Igor da Silva Sousa, 26 anos de idade e seu irmão Romário da Silva Sousa, de 24, ambos acusados de tráfico de entorpecente e tentativa de suborno. Quando estava sendo realizada o patrulhamento no bairro Jardim Canadá, quando desconfiaram de um veículo táxi que ao perceber as motos da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) agiu em atitude suspeita, instante em que foi dado ordem de parada, na revista no interior do veículo se encontrava o nacional conhecido como Romário Silva faccionado e traficante que naquele momento estaria transportando uma grande quantidade de droga. Perguntado sobre a droga e se havia mais em sua residência, o mesmo teria afirmado que sim, acrescentando que seria pouca.

Na delegacia os PMs apresentaram 1.836 Kiko gramas de cocaína, 815 gramas de crack e 17 gramas de Skank, 5 rolos de papel filmes, 2 balanças de precisão, e aproximadamente 200 embalagens para geladinhos usados para embalar o entorpecente. Ainda segundo informações quando a guarnição ainda se encontravam na rua onde Romário mora, receberam informação de que o irmão de Romário Silva estaria fazendo um “limpa” na residência de dele localizada na rua Santos Dumont, e levado para sua residência na rua Perpétuo Socorro, em um (Kitinet) pertencente a Igor Silva onde foi encontrado um isopor com uma grande quantidade de droga sendo cocaína, maconha e crack, além de duas balanças de precisão e papel filmes. Durante a revista foi encontrado no bolso de *Igor Sousa, um saquinho com aproximadamente 50 gramas de droga. Ao chegar no local, ainda segundo a polícia, Igor Sousa, teria confessado que teria jogado a chave fora ao perceber a chegada da guarnição no condomínio de Romário Silva, onde foi encontrada outra balança de precisão no forro da casa. Durante a prisão de Romário Silva segundo as informações, por várias vezes o mesmo teria oferecido uma quantia alta em dinheiro para que os PMs o liberassem. Na delegacia os policiais civis realizaram uma busca no Sistema de segurança pública, descobrir que Romário da Silva Sousa, foi constatado que o mesmo teria um mandado de prisão contra ele, com base no Art. 157.



Neide Folha / Revisão Urias Showdenn Portal Parazão Tem de Tudo




Comentários do Facebook
Share