24 de junho de 2021

Jucepa registra a abertura de cerca de 15 mil empresas após isenção de taxa de serviços

Em relação à natureza jurídica, a formalização de mais de 10 mil Microempreendedores Individuais (MEI), disponível no portal do empreendedor, foi destaque. A segunda modalidade com maior número de registros no período da isenção foi a da Sociedade Empresária Limitada, com 1.555 novas empresas, seguida da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, com 1.290 aberturas. Cerca de 15 mil novas empresas foram registradas pela Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) durante o período de isenção do pagamento do preço público, de 14 de setembro até 17 de novembro de 2020. A iniciativa do Governo do Estado, com o intuito de fomentar a economia paraense diante da pandemia de Covid-19, apresentou resultados expressivos, “Tivemos um aumento de 24% na abertura de empresas em relação ao mesmo período de 2019, quando aproximadamente 12 mil foram registradas. É importante ressaltar os resultados conquistados diante de uma pandemia”, observa a presidente da Jucepa, Cilene Sabino.
“Os minimercados e pequenos empresários que já existiam, mas estão buscando, com as facilidades disponibilizadas pela Jucepa, sair da informalidade, constituem o principal público que aproveitou a oportunidade”, destaca a titular da Jucepa.
As isenções dos valores do preço público variaram de R$ 211,00 a R$ 548,00. Além da dispensa do pagamento, os novos empreendimentos contaram com a distribuição gratuita de 1.000 certificados digitais do tipo e-CPF, token A3, com validade de três anos, para viabilizar a apresentação do requerimento eletrônico junto ao e-Jucepa.
De acordo com Cilene Sabino, a iniciativa representa um incentivo para o desenvolvimento do Estado, por demonstrar a pujança do Pará para o empreendedor que está procurando um local para investir. “A geração de empregos aos paraenses é um dos principais efeitos, a partir da abertura de novos negócios”, finaliza ela.

REGISTRO

No Pará, o registro mercantil da Jucepa registrou a abertura de 43.994 empresas e o encerramento de 9.340 negócios no período de abril a outubro de 2020. No mesmo período de 2019, foi registrada a abertura de 37.680 empresas e o encerramento de 11.945 empresas, o que representa um aumento de 16,76% no número de aberturas e uma redução de 21,81% no balanço de empreendimentos extintos em relação ao mesmo período do ano passado.

ATENDIMENTO

Para fazer um registro, alteração, acompanhar um processo ou tirar qualquer dúvida, o usuário não precisa sair de casa, basta acessar o site da Junta.
Segundo Aiua Reis, desde o início da atual gestão, a Jucepa desenvolveu iniciativas que tornaram o processo de abertura de empresas mais fácil, tanto no quesito do pagamento, através do Documento de Arrecadação Estadual (DAE), como no incremento tecnológico, com o registro de empresas 100% digital.
“A grande função da Junta é ser a parte fácil do processo, o empreendedor precisa se preocupar com o seu negócio e não com a burocracia de registrar uma empresa. O nosso objetivo é que abrir uma empresa seja um processo intuitivo e fácil”, reforça o gerente.
Para garantir a segurança dos usuários e dos servidores da Junta, o atendimento presencial, em Belém e no interior, é realizado por meio de prévio agendamento, no site da Jucepa. Com data e hora marcadas, um servidor aguarda o usuário, seguindo todas as normas de segurança exigidas pela Organização Mundial de Saúde.

SERVIÇO

A Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) fica na avenida Magalhães Barata, 1.234, (entre a travessa Castelo Branco e Avenida José Bonifácio), no bairro de São Brás, em Belém.

Comentários do Facebook