26 de julho de 2021

Coronel Pantoja, acusado do Massacre de Eldorado dos Carajás, morre em Belém

Faleceu na noite desta quarta-feira, 11, o coronel Mário Colares Pantoja. Ele estava internado no Hospital Geral da Unimed, em Belém, capital paraense.

Pantoja era comandante da tropa do 4º Batalhão de Polícia Militar sediado em Marabá, no sudeste do Pará, e foi condenado a 280 anos de prisão pelo massacre em Eldorado dos Carajás, ocorrido no dia 17 de abril de 1996, quando 19 trabalhadores sem terra foram assassinados em confronto com a PM.

O promotor de justiça Marco Aurélio Nascimento, do Ministério Público do Estado do Pará – MPPA, foi o autor da denúncia contra os militares, que enfrentaram Tribunal do Júri.

Pantoja permaneceu em liberdade durante 16 anos e foi preso só em 2012. Após cumprir quatro anos de pena em regime fechado, conseguiu prisão domiciliar em habeas corpus alegando motivos de saúde. Pantoja era monitorado por tornozeleira eletrônica.

Fonte: Urutapera

Comentários do Facebook