18 de junho de 2021

Paysandu anuncia retorno dos treinos presenciais na Curuzu

O Paysandu anunciou na manhã desta segunda-feira, 15, o retorno aos treinos presenciais no estádio da Curuzu. O reencontro entre a comissão técnica e os jogadores está previsto para a próxima sexta-feira, 19. Para retomar as atividades, o Papão terá que cumprir uma série de normas e orientações elaboradas pela Diretoria de Saúde do clube.

Segundo o presidente do clube, Ricardo Gluck Paul, a retomada dos treinos é fruto de uma parceria com uma rede hospitalar da capital paraense. “Esse retorno dos treinos só é possível em razão da ampliação de uma parceria que já é antiga entre Paysandu e o Sistema Porto Dias. Nesse momento de crise que vivemos na saúde mundial, o clube estrategicamente reforçou os laços para viabilizar uma retomada com todos os cuidados necessários que a pandemia requer”, afirmou o presidente Ricardo Gluck Paul.



Na primeira fase, 25 pessoas irão realizar o teste do novo coronavírus. Os primeiros serão os atletas que já estão em Belém. O lateral esquerdo Diego Matos, o volante PH, os meias Alex Maranhão, Serginho, Luiz Felipe e o atacante Nicolas devem realizar os testas na próxima sexta-feira, 19. De acordo com os resultados, os atletas serão liberados para trabalhos físicos logo em seguida.

O restante do elenco, que ainda não está em Belém, assim como, o técnico Hélio dos Anjos, será examinado no dia 25 de junho e, dependendo do resultado, retornará aos treinos na manhã seguinte. Os outros membros da comissão técnica e funcionários do clube também serão divididos entre as duas datas. Os atletas considerados imunes após os testes formarão grupos específicos de treinamento.

“Os considerados aptos vão treinar em pequenos grupos, respeitando o distanciamento seguro. Com exceção dos atletas, todos os demais envolvidos vão usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras e luvas. Os funcionários estão sendo treinados para uma nova rotina, com uso de álcool em gel, hipoclorito de sódio nas superfícies, ambientes e objetos. Todos deverão evitar de compartilhar objetos pessoais. O treinamento vai evoluir de acordo com o cenário da pandemia e critérios técnicos, táticos e físicos dos atletas”, detalhou o médico Edilson Andrade.

Para garantir a segurança dos atletas, os treinos serão retomados com grupos divididos de seis a oito atletas, o que permitirá o distanciamento social dentro do gramado. Todas as atividades serão baseadas nas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

“Tudo isso já começou no dia 1º, com a primeira fase, que está sendo em home office. Depois vamos para uma fase teste, que começa na próxima quinta-feira, 18, quando serão testados e estarão aptos para iniciar os trabalhos na sexta 25 profissionais. Aí sim, no próximo dia 25, vamos iniciar a fase dois, também em Belém, e com o cumprimento do distanciamento. Em seguida, nós vamos para uma terceira fase, na qual a gente já deve conseguir aumentar um pouco mais esse grupo e continua trabalhando ao ar livre. Por fim, na quarta fase, esperamos estar treinando sem grandes restrições, já preparando o grupo em uma reta final para a retomada dos campeonatos”, explicou o diretor de futebol Felipe Albuquerque.

No protocolo de retomada, o Papão informou que tomará medidas preventivas, como a desinfecção do estádio da Curuzu, instalação de dispensers de álcool em gel e redução do número de colaboradores que circulam no estádio bicolor. Ao chegar na Curuzu, os atletas devem passar pela cabine de higienização, responder o questionário médico, pegar suplementos como água e frutas e depois, dirigir-se ao gramado.

“Já são 13 semanas de paralisação das atividades na Curuzu, mas é bom deixar claro que durante esse período, fora de campo, nós nunca paramos, assim como os atletas também não, já que continuaram treinando de casa. Nós nos adaptamos à pandemia para manter nossas reuniões periódicas por meio de videoconferências. Estudamos muito e nos debruçamos em busca de caminhos viáveis e seguros para toda a nossa equipe de trabalho. Ainda não sabemos quando as competições vão voltar, mas o Paysandu mais uma vez larga na frente, com muita cautela, responsabilidade, respaldo e, sobretudo, o apoio fundamental de um parceiro do nível do Sistema Porto Dias, que é fundamental em todo esse processo. Continuamos acompanhando os números da doença aqui no Pará e vamos manter todos os cuidados necessários para a nossa proteção”, finalizou o presidente bicolor.

As atividades na Curuzu estão paralisadas desde o dia 19 de março, quando o Papão optou por suspender os treinamentos temporariamente em virtude do novo coronavírus. Durante o período, os atletas do elenco bicolor mantiveram a rotina de treinos à distância, com o acompanhamento virtual da comissão técnica do clube.

Apesar de ter uma data para retornar aos treinos, o Paysandu continua com o calendário indefinido. Ainda não há previsão para o retorno das competições oficiais, como o Campeonato Paraense e a Série C do Campeonato Brasileiro. *POR ELOI MENDES NETO, COM SUPERVISÃO DE ALEXANDRE ALENCAR/Roma News

Comentários do Facebook