24 de junho de 2021

Motociclista tem pescoço cortado por linha de pipa com cerol em Parauapebas

A vítima foi socorrida com ferimentos de natureza grave.

Um motociclista de nome Thalison Melo dos Santos , ficou gravemente ferido após sofrer um corte no pescoço causado por linha de pipa com cerol neste sábado (13), na PA-275, no bairro Rio Verde em Parauapebas

Conforme informações de populares o condutor transitava em via, quando uma linha com cerol atingiu seu pescoço.

Thalison recebeu ajuda de populares, que acionaram a SAMU. E foi socorrido com ferimentos de natureza grave e encaminhado ao Hospital Geral de Parauapebas, para receber atendimento médico. Segundo amigos e familiares, o condutor já está bem e não corre risco de morte.

É crime

Segundo a lei ambiental, o uso do produto conhecido como cerol, feito de uma mistura de cola branca com vidro moído ou lima de ferro, colocado nas linhas das pipas, ou a linha chilena (que utiliza quartzo moído e óxido de alumínio e é 4 vezes mais cortante que a linha com cerol- sendo capaz até de cortar fiação elétrica mais simples), é considerado crime ambiental.


O principal risco que esse tipo de material traz é como causador de acidentes, muitos deles com vítimas fatais. Os principais atingidos são motociclistas e ciclistas que ao passar por algum local em que pessoas estejam soltando pipa com o emprego do produto irregular, corre o risco de ser atingido pela linha na região do pescoço podendo causar ferimentos graves e até levar a morte.


Ainda segundo a lei, o vendedor ou fabricante do produto pode ser preso, além de pagar multa, pois o seu uso se assemelha ao emprego de arma branca, previsto no código penal, podendo ser condenado após o processo com uma pena de mais de cinco anos de reclusão em regime fechado.

Denuncie esse tipo de crime. Conhece alguém que fabrica e comercializa a linha chilena, ligue para 153.

Comentários do Facebook