24 de junho de 2021

Mistério: Canaã dos Carajás compra o teste rápido mais caro do Brasil

Já dizia Shakespeare: “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que sonha a vã filosofia”. E o prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade, tem mesmo que explicar que mistérios são esses que o levaram a comprar o teste rápido para Covid-19 mais caro do Brasil, em meio a preocupações de todo o mundo com o novo coronavírus, o prefeito aproveitou os holofotes na pandemia para causar um pandemônio nos cofres públicos. O alvo, 660 testes rápidos, por meio de compra direta no valor de R$ 149.820,00 (veja aqui).


Além da baixa quantidade de testes, chama atenção o valor unitário: R$ 227, em Parauapebas, o mesmo teste foi comprado por R$ 130.

O sobre preço do produto de Canaã em relação ao de Parauapebas é de 95%.
Outros municípios do Pará também registraram compras de testes rápidos, mas nenhum com o desembolso feito por Jeová, já os municípios vizinhos como:


A Prefeitura de Canaã diz que cotou preços em três empresas, todas as quais do Tocantins, sendo que a escolhida, a Gregório e Machado Ltda, de nome fantasia HM Cirúrgica, foi quem apresentou o “melhor” preço. Acredite se quiser nessa vã filosofia encubada em matemática de sobrepreço.


O mais curioso, entretanto, é que a mesma HM Cirúrgica vendeu os mesmíssimos testes à Prefeitura de Ourilândia do Norte por R$ 180 cada (Veja aqui).

Os indícios de maracutaia, em cima da inocência da população e no meio de uma crise tão grave na saúde, estão postos. Enquanto Jeová Andrade faz contratação emergencial regada a superfaturamento, Canaã dos Carajás registra 127 casos confirmados de Covid-19 e dois óbito.

Comentários do Facebook