17 de junho de 2021

Ídolo do Paysandu, ex-zagueiro Maurício morre vítima de Covid-19

O Paysandu Sport Club lamenta o falecimento de Maurício Alves dos Santos, que foi zagueiro da equipe de futebol bicolor por nove anos, entre as temporadas de 1955 e 1964. Ele morreu neste sábado, 2, aos 82 anos, vítima do novo coronavírus.

Formado nas divisões de base do clube, Maurício foi bicampeão juvenil, em 1955 e 56, com 13 jogos invictos. Como profissional, conquistou cinco títulos do Parazão em 56, 57, 59, 61 e 62.



No livro Papão, 90 anos de glórias, o jornalista e historiador Ferreira da Costa conta que “quem assistia aos jogos do ‘Papãozinho’ logo vislumbrava que um grande craque estava despontando. Jogador de qualidade técnica, era o senhor da área, impondo seu futebol de primeira, sobrepujando os mais temidos atacantes. Sempre desfilando futebol técnico sem necessidade de jogadas bruscas ou violentas”, descreveu o autor, que incluiu o defensor na lista dos 90 maiores jogadores da história do Papão.

Maurício também era militar do Exército, onde serviu como subtenente no atual 2º BIS e no QG.

Na década de 90, ele e outros ex-atletas se uniram para fundar uma associação de ex-jogadores paraenses, entre eles Ércio e Quarentinha.

Em nota, o Paysandu Sport Club se solidariza com familiares e amigos de Maurício e declara luto oficial de três dias. Por: Roma News

Comentários do Facebook