18 de junho de 2021

Empresa com o contrato de 5 milhões de reais, não foi capaz de impedir a clonagem de celular do governador do Pará

Na noite de segunda-feira (25), o governador Helder Barbalho divulgou em suas redes sociais a informação de que o seu número de celular havia sido clonado, e que iria cancelar o referido número.

O que chama a atenção, o fato de que em janeiro deste ano, o governo do estado contratou uma empresa para prover soluções tecnológicas a serem utilizadas pelo Sistema de Inteligência da Polícia Civil do Pará. Por 5 milhões de reais, que não foi capaz de proteger a integridade dos dados da maior autoridade do Estado.



Em comentários no Twitter de Helder, sugere que o governador esteja tentando fazer umas manobra, afim ocultar qualquer prova futura, caso seja alvo do mandado de busca e apreensão.

A maior autoridade do estado do Pará é investigado pelo Superior Tribunal de Justiça, pela compra de 152 respiradores comprados na China com defeito, no valor de 50,4 milhões de reais.

Em janeiro deste ano, na ocasião da prisão do ex-senador Luiz Otávio Campos (MDB), sob suspeita de caixa dois e lavagem de dinheiro, a Polícia Federal do Pará, não descartou a possibilidade de solicitar um mandado de busca e apreensão para a casa de Barbalho, apontou o site Congresso em Foco.

Comentários do Facebook