15 de junho de 2021

Barreiras de cumprimento do Lockdown tem gerado congestionamentos e multas

Foto San Diego

Parauapebas


“A fiscalização está sendo feita de duas maneiras. A primeira é através de barreiras, parando carros e motos; a segunda é uma feita por uma guarnição que atua na área comercial para averiguar se tem alguém que insiste em abrir o estabelecimento comercial que não seja considerado essencial”, conta o Coronel Gledson Sousa, comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar, informando que a partir de hoje a operação não é mais educativa, sendo que quem for flagrado transitando pelas ruas sem uma justificativa convincente deverá receber a sansão da multa de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais).


Ele se refere às operações, cujo trabalho é feito em conjunto pelos órgãos de segurança, sendo: Polícias Civil e Militar, Departamento Municipal de Trânsito, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros, no modelo barreiras onde agentes de segurança conversam com condutores de veículos e passageiros pedindo a autodeclaração para transitar pela cidade ou ainda uma justificativa plausível que comprove o motivo da saída de casa.




O formulário virtual para Autodeclaração de Exercício de Trabalho em Atividade Essencial e também para transitar pelas ruas, sendo válida em Belém e nos outros nove municípios onde foi decretado lockdown, hoje está sendo exigido nas ruas de Parauapebas já tendo sido disponibilizado pelo governo do Pará. Nas ruas nota-se que a situação nas barreiras tem gerado congestionamentos e algumas multas já foram aplicadas hoje, devendo as barreiras continuar até o domingo, 24, dia em que se encerra o Lockdown, caso ele não seja prorrogado pelo governo do Estado.

*Da Redação/Foto da Capa: San Diego

Comentários do Facebook