25 de junho de 2021

Amante é morto e marido traído é o principal suspeito



Socorrido por populares, Ernandes Rodrigues foi levado às pressas para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos morrendo em seguida. Foi assim que um caso extraconjugal terminou em Parauapebas, na tarde desta terça-feira (12), em cuja tragédia o técnico em enfermagem Ernandes Rodrigues Pereira, 25 anos, foi morto a tiros no Bairro Nova Vida II. No ato da execução ele estava acompanhado da amante, que é colega de trabalho.


Ernandes estava no carro da amante quando foi atingido por três tiros, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Tanto a mulher quanto o marido desapareceram após o crime, mas o carro dela foi encontrado na casa do casal, com perfurações por projéteis e sangue.

De acordo com a delegada Ana Carolina, da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, a possibilidade de latrocínio, divulgada nas primeiras horas, foi descartada pela investigação. “O que nós apuramos até agora é que a vítima estava tendo um caso extraconjugal com a colega de trabalho e, inclusive, já estava sendo ameaçada há alguns meses pelo marido dessa colega de trabalho, que descobriu o relacionamento”, informou a delegada, contando que agora a Polícia Civil procura pelo marido traído, identificado apenas como Carlos, suspeito de ser o mandante do crime ou o próprio executor.


De acordo com informações de amigos da vítima, nesta terça, a colega e amante de Ernandes teria dito ao marido que queria a separação e que, por conta das ameaças, a vítima já estava sendo acompanhada diariamente ao trabalho pelo irmão. “Não foi levado nenhum objeto da vítima, portanto, nós descartando essa possibilidade de latrocínio. Por isso, a polícia trabalha com a possibilidade de homicídio qualificado, um crime passional motivado por ciúmes, e que o marido da amante da vítima teria executado”, explica a delegada, dizendo que ainda não conseguiu identificar se foi ele o autor dos disparos ou se ele foi o mandante, mas, já se pode afirmar que há envolvimento dele e que foi um crime passional, motivo que a prisão preventiva dele já foi pedida.

Por: Francesco Costa

Comentários do Facebook