22 de junho de 2021

Traficante faz sexo com adolescente, mata a jovem e comparsa é preso em Marabá

A Polícia Civil prendeu o perigoso traficante, Thierre da Conceição Bandeira, membro do (PCC), ontem (2), em Marabá, no sudeste do Pará, acusado de executar a adolescente, Alessandra Costa, de 17 anos, depois da vítima fazer sexo com Bruno Valadares Cardoso, de 18 anos, em Boa Vista, Roraima. A jovem era amante de Bruno, mas havia mantido um relacionamento amoroso com o chefe de uma facção criminosa rival.

A garota foi morta com um ‘mata-leão’. “A vítima não conseguiu nem mesmo gritar antes de morrer”, disse Bruno à polícia. O corpo foi encontrado no dia 6 de março de 2020, em estado avançado de decomposição e carbonizado, na região do Anel Viário, zona oeste de Boa Vista. O delegado Adriano Santos, responsável pelo caso, classificou o assassinato como “brutal”. Depois de matar a jovem, Thierre fugiu rumo a Marabá, sudeste do Pará, onde foi capturado.



A irmã do Bruno, de 16 anos, era amiga de Alessandra e foi apreendida por participar da execução da adolescente, atraindo a vítima e ajudando na desova do corpo, informou a Civil. Antes, já havia sido preso Mike André da Silva, de 20 anos. Na época, o caso chocou o Brasil pelo Modus operandi.

A prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara do Tribunal do Juri e 1ª Vara Militar da Comarca de Boa Vista (RR). Thierre Bandeira foi localizado e capturado pelos policiais civis de Marabá. A vítima era mãe de um filho.

A execução de Alessandra Costa teve alta repercussão, pois foi decidida pelo ‘Tribunal do Crime’, ligado à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). O acusado já se encontra recolhido ao Centro de Triagem Masculina de Marabá (CTMM), aguardando manifestação do Poder Judiciário.

Fonte: Debate carajás

Comentários do Facebook