18 de junho de 2021

Pará alcança 1º lugar em isolamento social no Brasil

Estado registrou no domingo (26) o índice de 60,57% de pessoas em casa

O estado do Pará finalizou o domingo (26) com o índice de 60,57%, ocupando o primeiro lugar, de todo o Brasil, no índice de isolamento social. A meta estabelecida pelas organizações de saúde, de 70%, considerada mínima para impedir a alta disseminação do novo coronavírus, não foi atingida em nenhum estado. Os dados foram divulgados na manhã desta segunda-feira (27), pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac). Esse foi o terceiro melhor dia de isolamento social no Estado.



O titular da Segup, Ualame Machado, agradece a população por atingir essa meta, mas ressalta que muito ainda pode ser feito para que o índice de isolamento aumente.

“Depois de vários dias, nós viemos oscilando entre as dez unidades da federação com maior isolamento social, e pela primeira vez estamos na primeira colocação, e gostaríamos de reconhecer o esforço da população mas também reforçar que podemos melhorar e atingir o índice ideal de 70%. No momento em que parabenizamos, nós também pedimos cada vez mais o empenho da população” – Ualame Machado, titular da Segup.

Municípios – De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento, ou seja, onde as pessoas passaram mais tempo em casa respeitando a quarentena, estão nos municípios de Tracuateua (90,8%), Bragança (79,1%) e Augusto Corrêa (76,9%). Os piores índices são de Abel Figueiredo (39,2%), Rio Maria (42,7%) e Dom Eliseu (46,7%).

Descentralização – Os municípios de Marabá, Santarém e Breves contam ou vão contar com Hospitais de Campanha para receber pacientes contaminados pela Covid-19. Nessas cidades, a taxa de isolamento esteve, no domingo, com 56,0%, 58,2% e 65,7%, respectivamente.
Belém e Ananindeua – Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de concentração em casa no domingo (26) foram: Tenoné (77,7%), Costa (75,6%) e Maracangalha (74,3%). Já os bairros onde as pessoas desobedeceram à recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram: Pratinha (42,7%), Chapéu Virado (43,1%) e Maracajá (46,2%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Atalaia (76,4%), Aurá (74,4%) e Cidade Nova III (73,9%). Já os piores índices foram observados nos bairros Júlia Seffer (52,6%), Maguari (56%) e Icuí (56,2%).

No domingo (26), a capital paraenses registrou índice de 63,3% e Ananindeua 64,3%.
Índices de isolamento por bairro em Belém no domingo (26):
Melhores
Tenoné 77,7%
Castanheira 75,6%
Maracangalha 74,3%
Piores
Pratinha 42,7%
Chapéu Virado 43,1%
Maracajá 46,2%
Índices de isolamento por bairro em Ananindeua na domingo(26):
Melhores
Atalaia 76,4%
Aurá 74,4%
Cidade Nova III 73,9%
Piores
Júlia Seffer 52,6%
Maguari 56%
Icuí 56,2%

Com a colaboração de Bruna Ribeiro

Comentários do Facebook