14 de junho de 2021

Em Belém: Pacientes denunciam caos no Hospital Gaspar Viana

Um dos hospitais mais conceituados do estado sofre com o descaso do poder público.

A Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, de acordo com denúncias sofre com a falta de leitos, material cirúrgico e principalmente com o número limitado de consultas.



Um dos fatores que dificultam o atendimento ao público é o fato de que o agendamento de consultas no FHCGV estava suspenso.

Além disso, quem conseguiu uma consulta teve que agendá-la com seis meses de antecedência. O que deixou vários pacientes desamparados.

O desespero foi tanto que 500 pessoas madrugaram em frente ao hospital para tentar conseguir uma ficha de atendimento. Quem não conseguiu uma consulta hoje, só daqui a seis meses.

“O sistema de marcação de consulta mudou de uns dois anos pra cá. Antes, saíamos da consulta já com o retorno marcado. Hoje, a agenda do hospital só abre por dois dias a cada 6 meses e o que se vê é sempre uma fila gigantesca e muita gente não consegue marcar a consulta. Eu, por exemplo, tive a minha última em setembro de 2018, de lá pra cá, a agenda abriu apenas 3 vezes e eu ainda não consegui marcar meu retorno, sendo que eu sou paciente do hospital há 20 anos e faço acompanhamento cardiológico desde criança”., disse um dos pacientes que aguardava na fila.

Com a abertura dos portões do hospital as 6h30 da manhã, formou-se um verdadeiro tumulto. Muita gente desesperada atrás de atendimento. Com Informações do Para web news

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *