22 de junho de 2021

Vereador Elias da Construforte propõem construção de 20 poços artesianos e de 30 casa de farinha

O vereador Elias da Construforte (PSB) apresentou duas proposições na sessão da Câmara Municipal realizada na última terça-feira (19) voltadas para o fomento e fortalecimento do trabalho de pequenos produtores.



Poços artesianos

Por meio da Indicação nº 447/2019, o vereador propôs ao prefeito Darci Lermen que faça um estudo de viabilidade e coloque em seu plano de execução de obras a construção de 20 poços artesianos, com doação de caixa d’água, para atender produtores de hortaliças que não possuem cisternas.

“Devido à falta desses poços, os produtores sofrem com uma escassez muito grande de água, pois a fonte que eles possuem não é suficiente para suprir as necessidades dessa atividade e com o intuito de prevenir transtornos com a falta de água, principalmente no período de seca, tendo em vista que a água fornecida pelo Saaep não chega a esses pequenos produtores”, informou Elias da Construforte.

Elias da Construforte (PSB)

A sugestão do vereador é para que sejam perfurados 20 poços tubulares, espalhados em diferentes áreas de Parauapebas para atender os cultivadores de hortas individuais e comunitárias com a doação de caixa d’água com capacidade de armazenamento de 20 mil litros.

Casas de farinha

Na sequência, o parlamentar apresentou a Indicação nº 448/2019, solicitando também ao prefeito que elabore estudo de viabilidade para construção de 30 casas de farinha na zona rural e na Gleba do Contestado.

Além de construir as fábricas, a ideia do vereador é que a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), ajude os produtores rurais a organizar o funcionamento dessas casas de farinha, melhorando a produção e tornando-a uma atividade geradora de renda.

“Nosso objetivo é fortalecer a cadeia produtiva da mandioca, melhorando a eficiência do seu processo de beneficiamento, fornecendo ao mercado consumidor produtos de qualidade, com regularidade e preços competitivos, tornando-se uma atividade geradora de emprego e renda para os produtores rurais de nossa região”, justificou.

Elias acredita que desta forma o município passará a ter a cadeia produtiva da mandioca como uma atividade economicamente rentável, geradora de emprego, melhorando a renda e consequentemente elevando o nível socioeconômico das famílias rurais e fortalecendo a economia local.

Aprovação

As duas indicações de Elias foram aprovadas e serão enviadas para que o prefeito analise a viabilidade dos pedidos. Por: Nayara Cristina

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *