DATA:9 de dezembro de 2019

Negligência: Após ser picada por aranha criança sofre a espera de atendimento em hospital do Maranhão

A pequena Rebeca Souza do Nascimento de Um ano e 7 meses foi picada por uma aranha caranguejeira quando brincava no quintal da residência em que reside em Parauapebas. A criança teve a pele queimada pelo inseto

Rebeca Souza do Nascimento

Sem qualquer recursos de tratamento, a família buscou atendimento no Estado do Maranhão. A menina ficou internada no Hospital Municipal de Santa Inês, onde aguardava um leito para ser transferência para uma unidade de alta complexidade.

Apesar de conseguir o leito no Hospital Macroregional Tomás Martins o estado de saúde da criança só se agrava. De acordo com informações de familiares até o momento a criança não recebeu nenhum medicamento que ajude a curar as feridas ocasionadas pela picada da aranha, a família lamenta o descaso no atendimento oferecido pelo município a pequena Rebeca e pedi ajuda das autoridades do estado.

Rebeca Sousa do Nascimento no Hospital

A mãe da criança relatou a nossa equipe de reportagem que as feridas estão cada vez mais graves, tomando conta da perna da filha. A mulher relata que até o momento a equipe médica apresentou qualquer diagnóstico para a solução do problema o que tem deixado todos apreensivos, o quadro de saúde da criança preocupa os pais.

Ainda segundo relatos dos familiares, onde a criança está internada até o momento não passou qualquer tipo de medicamento que possa ajudar a sarar as feridas ocasionadas pela picada da aranha.

Entramos em contato com Hospital Macroregional Tomás Martins e não conseguimos êxito.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *