DATA:10 de dezembro de 2019

Vereadores prorrogam trabalhos da CPI da Celpa em Parauapebas

Os vereadores aprovaram na sessão da Câmara Municipal de Parauapebas desta terça-feira (1º) a prorrogação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os preços na cobrança dos tributos praticados pela Celpa nas contas de energia, assim como os cortes realizados pela concessionária.

O pedido de prorrogação foi feito pelo presidente da CPI da Celpa, vereador Elias da Construforte (PSB), por meio do Requerimento nº 10/2019. A proposição foi lida por Marcelo Parcerinho (PSC), que é membro da Comissão.

A CPI foi instaurada em março deste ano e de acordo com os membros já alcançou grandes resultados. Segundo Elias, a comissão conseguiu mobilizar a Assembleia Legislativa do Estado do Pará, esteve na Câmara dos Deputados, no Senado e foi a primeira Câmara de Vereadores a participar de uma reunião aberta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília, contribuindo para evitar mais um aumento exorbitante nas contas de energia. Os trabalhos foram decisivos também para que o reajuste na tarifa de energia, que seria de 9,48%%, fosse reduzido para 1,74%.

“Já apresentamos resultados práticos ao interferirmos diretamente no processo de revisão tarifária que tramitava junto à Aneel, com o menor índice de reajuste dos últimos anos, mas ainda há muito que fazer. Os trabalhos serão direcionados a investigar prioritariamente a cobrança da contribuição de iluminação pública”, informa o parlamentar na justificativa do requerimento.

O presidente da Câmara, Luiz Castilho (Pros), ressaltou que o Legislativo de Parauapebas foi o único do estado que teve coragem de instaurar uma comissão para investigar a Celpa. “O trabalho desta Casa, por meio da CPI da Celpa, já trouxe e trará ainda mais benefícios para a população. E os resultados serão sentidos não só em Parauapebas, mas em todo o estado”, destacou.

Prazo

Com a aprovação do Requerimento nº 10/2019, os trabalhos da CPI da Celpa serão prorrogados por mais 180 dias. Por: Nayara Cristina / Revisão: Waldyr Silva /

Em nota a concessionária Celpa informa que, como concessionária de serviço público, tem o dever de prestar contas de seus serviços e esclarecer dúvidas a respeito de suas atividades. A empresa está à disposição dos parlamentares para prestar todos os esclarecimentos necessários e reforça que os valores e reajustes da energia praticados no Pará são estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e para defini-los, a agência leva em consideração fatores como: os custos de geração e transmissão da energia, além de impostos e encargos setoriais.

No entanto, a empresa sempre está disposta a discutir o assunto e dialogar com os órgãos competentes, como os que definem o preço da energia, para buscar alternativas viáveis para as solicitações da população.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *