DATA:15 de novembro de 2019

Etapa do Campeonato Paraense de Motocross foi marcada por emoção

o

Campeonato Paraense de Motocross, organizado pela DS Sports, foi de emoção pura para os amantes do esporte. A competição ocorreu neste domingo (29), no Ct Vitanat, no ramal do Jabaquara, no Km 20 da Alça Viária, PA-483.

A primeira corrida foi da categoria MX2, motos importadas de até 250 Cilindrada (cc), que teve João Victor Alves, número 743, no lugar mais alto do pódio. Segundo ele, vencer não foi fácil. “Os concorrentes estavam bem fortes. Vencer é sempre muito bom. Só tenho a agradecer a Deus, aos patrocinadores e ao César, meu treinador, que não mede esforços para me apoiar”, disse o atleta.

O som dos motores continuou forte, dando largada para a segunda categoria, Nacional  Estreante. Bruno Conceição, número 700, foi quem ficou em 1º lugar na categoria. “É um sentimento muito bom. O Thiago (105) caiu e eu continuei em primeiro, fui me distanciando da galera e consegui pegar a primeira posição”, explicou Bruno, que ficou em 1º lugar em mais duas categorias, MX Estreante e Nacional Intermediária.

A terceira categoria foi a MX Intermediária, motos importadas e pilotos com no mínimo um ano de corrida. Samuel Vassoler levou o primeiro lugar e disse que a corrida foi muito especial. “É uma pista bem difícil. Os concorrentes tiveram muita dificuldade. Eu larguei na ponta, segurei até o final e fui campeão da corrida. Agora é mais treino”, disse Samuel, que é patrocinado pelo Açaí Vitanat e treina no local onde ocorreu a competição.

A categoria mirim foi a quarta a soar os motores e Artur Gomes foi quem brilhou e ocupou o lugar mais alto do pódio. Arthur levou o público ao delírio. Disputando em duas categorias, a criança, de apenas 10 anos, também ficou em 4º lugar na categoria MX Estreante. “Foi uma corrida muito boa. Eu gostei muito e mandei super bem. Fui tranquilo e consegui subir no pódio”, disse “Arthurzinho”.

A bandeira verde passou, a placa subiu e a categoria MX3, pilotos a partir dos 35 anos e motos importadas de até 250cc, entrou na pista. César Xavier, conhecido com “César Bala” foi quem levou o primeiro lugar. O piloto também ficou em 1° lugar na categoria MX4, motos importadas de até 450cc e pilotos acima dos 40 anos.César fez jus ao apelido e voou na pista. “Em um país onde não há muito espaço para o esporte, o Campeonato Paraense está se destacando. É uma emoção muito grande, maior ainda em ganhar. Fico honrado”, disse o piloto, que veio de Gurupi Tocantins, 1500 km distante de Belém, só para participar da competição.

A categoria MX Pará levantou poeira com Nadielson Salmito, número 12, saindo na frente, mas o primeiro lugar foi de Enzo Oliveira, número 6. “Graças a Deus consegui fazer uma boa largada. Estava bem concentrado e fiz uma corrida bem consciente, sem cometer nenhum erro e, graças a Deus, consegui ganhar e estou muito feliz”, disse Enzo.

Diego Hennig é o piloto de destaque da temporada. O piloto voa sobre duas rodas. O primeiro lugar que a queda o impediu de alcançar na MX Pará, ele levou no Nacional Pro, motos nacionais de até 250cc. Com tortos perfeitos e a precisão nas curvas, Diego deu um show de apresentação e subiu no lugar mais alto do pódio. “Graças a Deus foram corridas emocionantes e estou muito feliz com o resultado”, afirmou.

Quem levou a melhor na categoria MX5 foi José Humberto, número 69. A emoção maior ficou para a última categoria, MX1, com motos de até 450cc. Diego Hennig fez o haleshot, mas João Victor Alves passou na frente dele segundos depois. Diego estava com sangue nos olhos e, na terceira volta, passou João Victor Alves e ficou na liderança até o fim.

Enquanto Diego Hennig liderava a categoria, dois duelos levavam a torcida ao delírio. João Victor Alves e João Victor Xavier disputavam o segundo lugar e Junior Bala e Enzo Oliveira disputavam a quarta posição. Não deu outra, os cinco subiram no pódio e no final foi festa.

FONTE. DOL

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *