19 de junho de 2021

Em Parauapebas Recontagem dos votos apresenta novos resultados na eleição de Conselheiros tutelares

Após suspender o resultado preliminar da apuração ocorrida no dia 6 deste mês, quando cerca de 18 mil eleitores de Parauapebas foram às urnas para votar em seus candidatos O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parauapebas, o (Comdcap) recontou os votos da eleição para a escolha dos novos conselheiros do município, para o período 2020/2023.

A recontagem, recomendada pelo Ministério Público do Estado, no município, ocorreu nesta quinta-feira, 24, das 9 às 17 horas, no auditório da Câmara Municipal de Parauapebas. O trabalho, contando a presença de candidatos, fiscais, representantes do COMDCAP e da Procuradoria Geral da Câmara Municipal e Prefeitura Municipal, respectivamente, terminou por volta das 18 horas, apresentando o seguinte resultado:

Candidatos eleitos:



Marcia Aguiar Barros, com  1604 votos;

Terezinha da Silva Oliveira, com     1538 votos;

 Maraísa dias Barreira da Silva, com             1138 votos;

Edileuza Aparecida Correa Gonçalves, com             986 votos;

Neil Armstrong da Silva soares, com            942 votos;

Líbia Ferreira Cutrim, com  924 votos;

 Ivanildo Braga da Silva, com             772 votos;

 Vanda Ferreira Nascimento, com   755 votos;

 Igor Vieira dos Santos, com 686 votos;

Frank Barros da Paixão, com             654 votos.

Na primeira apuração, os resultados em números de votos e também a posição de alguns candidatos foram diferentes. Confira:

Marcia Aguiar Barros,         subiu de 1113 para 1.604 votos, mantendo-se em primeiro lugar; Terezinha da Silva Oliveira, foi de         967 para 1.538 votos, também se mantendo na mesma posição da apuração anterior; Maraísa dias Barreira da Silva, cresceu seu número de votos de         914 na primeira apuração para 1.138 na segunda, também continuando em terceiro lugar; Neil Armstrong da Silva soares, que na primeira apuração ocupava o quarto lugar com           809, mesmo aumento para 942 votos, perdeu a posição indo para o quinto lugar; em sua posição, quarto lugar, ficou Edileuza Aparecida Correa Gonçalves, que na primeira apuração teve         697 votos, o que a deixava em sétimo lugar, e na segunda 986 votos Líbia Ferreira Cutrim             que estava na primeira apuração em quinto lugar, graças aos 779 votos computados, passou ao sexto lugar com 924 votos; Ivanildo Braga da Silva melhorou sua colocação do oitavo lugar com 642 votos, vindo para a sétima posição com 772 votos; Vanda Ferreira Nascimento passou do sexto lugar, com 729 na primeira apuração, para o oitavo lugar com 755 votos; Igor Vieira dos Santos, que era o 10º colocado com             582 votos, melhora para o 9º lugar com 686 votos; Frank Barros da Paixão, que na primeira apuração estava em 16º lugar, com 444 votos, agora figura entre os eleitos, ficando em 10º lugar com 654 votos; Edoilson Silva Sousa que estava em nono lugar com 636 votos, passou a ser o primeiro suplente, indo assim para o 11ª lugar, mesmo crescendo seus votos para 628.

 Lista de suplentes passa a ter nova configuração – Hilka Lima Santos, que era a 4ª suplente com 484 votos, quase dobra sua votação, indo para     634 votos e assim fica como 2ª suplente; Elinete de Jesus costa Fernandes obteve na primeira apuração 492 votos, sendo  a 3ª suplente, posição mantida com os       590 votos contados na segunda apuração; Marcia de Jesus da Silva              era a 1º suplente com 533 votos, realidade diferente agora quando foram contados 586 votos o que a deixa na 4ª suplência;

Vaurismar Santos do Nascimento  se mantem como 5º suplente com 571, posição que já ocupava na primeira contagem com 477 votos; Maria da Conceição Marques Sousa, que era a 2ª suplente com 514 votos, agora é a 6ª suplente com             550; Laís de Souza Conceição, é a 7ª suplente com 528, na contagem anterior era a 8ª suplente com 400 votos; Nathyele Melo Andrade é a 8ª suplente com  524, mas, já foi a 9ª suplente com 356 votos; Alzenir Barbosa Rossy deixa a 7ª suplência quando tinha 401 votos e agora, na segunda contagem passa a ser a 9ª suplente com 480 votos; Carlene da Silva Barros, com 429 computados na recontagem dos votos, conquista espaço como 10ª suplente, antes era a 21ª colocada, com 283 votos, o que deixava fora da lista de possibilidade de ocupar uma das vagas na falta de algum titular.

Possibilidade que deixa de ter Rodrigo Ferreira Leal       , que era o 10º suplente na contagem anterior com 298 votos; e agora, com 349 votos, para a ser o 22º colocado entre os 28 candidatos que disputaram o cargo de Conselheiro Tutelar da Criança e do Adolescente.

Os demais da lista mudaram as posições da apuração anterior, sofrendo alterações nos respectivos números de votos. São eles:

Maria do Socorro Ferreira da Silva saiu do 23º lugar quando tinha 261 votos, indo para o 21º lugar, agora com               384; Elenilton dos Santos Gomes deixa o 22º lugar onde tinha 270 votos e agora está no 23º com         341 votos; Gardenha de Souza Martins, mantém o 24º lugar com 329, na contagem anterior tinha 226 votos;  Vanderlei da Silva, continua no 25º com 282 votos, antes teve 223 votos; ROSANE SARGES DE SOUSA aumentou seus votos de 210 para 225, mesmo assim mantém a 26º posição; em 27º lugar está Daniela Soares da Silva Araújo com               189 votos, na primeira contagem teve 169 votos; o último colocado continua sendo Abraão Cavalcante Paeslandin que agora teve  177 votos e na primeira contagem o número era apenas de 127 votos.

 O número de votantes também sofreu alteração, caindo de 18.181 votos válidos contados na primeira apuração para 17.890, sendo destes 17.795 votos válidos, mais 30 votos brancos e 65 votos nulos.

A recontagem de votos altera também o calendário das eleições, que só será dada por encerrada com a posse dos eleitos, prevista para o dia 10 de janeiro de 2020. Confira na tabela abaixo:

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *