DATA:5 de dezembro de 2019

EM PARAUAPEBAS POPULAÇÃO DESMONTRA SUA INSATISFAÇÃO ATRAVÉS DE PICHAÇÃO DE MURRO

PARAUAPEBAS

Uma forma de protesto ultrapassada pelo Direito à livre manifestação e pelo advento das redes sociais, que persiste em existir como uma forma de expor ideias (mesmo por muitos incompreendidas) ou de protestar contra, principalmente, o sistema político; e há ainda as organizações, facções ou outras, que querem apenas marcar território. Essa é a conhecida pichação, mais presente em grandes cidades, onde muitos se arriscam para conseguir por sua marca.

Em Parauapebas não é comum que se veja este tipo de ação, e quando surgem são meros rabiscos feitos por vândalos com o único objetivo de passar o tempo a rabiscar muros e paredes.

Porém, com o atual momento político, rivais políticos tem se manifestado para expressar sua indignação e revolta com a atual administração. Situação vista em muros de repartições pública e também de empresas, onde o recado foi dado ao prefeito sugerindo que este não deve continuar a governar o Município.

FORA DARCI / DARCI LADRÃO, pode ser lido com clareza, demonstrando a clara insatisfação popular. Mas, para muitos, o ato pode ter sido encomendado por pré-candidatos de oposição ao prefeito, tendo como objetivo denegrir sua imagem e passar a impressão de sua rejeição. Mas, para outros, A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS e pode significar que o gestor realmente não esteja agradando.

Mas, independente das pichações com o RECADO CLARO há outras manifestações pela cidade, onde populares reclamam de serviços não prestados ou prestados de forma ineficiente em diversos setores. Como resposta o governo municipal sempre garante que várias obras estão licitadas e que agora, com o firmado período de estiagem, muitas outras já estão com a execução em andamento.
Mas, as pichações não começaram de hoje, sendo que através das REDES SOCIAIS há tempos que muitas mensagens vem sendo deixadas para o atual governo de forma hão menos clara.

Com o aproximar do período eleitoral, vamos esperar para ver no que dá. O que não temos dúvidas é que o clima deve esquentar e daqui a um ano estaremos em plano início de campanha quando se definirá se as pichações não passam de algo encomendado por pré-candidatos de oposição ao prefeito, tendo como objetivo denegrir sua imagem e passar a impressão de sua rejeição; ou se é realmente a voz de um povo insatisfeito.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *