23 de junho de 2021

O PARAZÃO FOI CONFERIR DE PERTO AS PREPARAÇÕES PARA O CÍRIO DE NAZARÉ 2018

CÍRIO DE NAZARÉ 2018

Cerca de 70% de vagas para hóspedes estão com reservas confirmadas para o Círio 2018

Um estudo divulgado nesta terça-feira (25) pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Pará (SHRBS-PA) revelou que cerca de 70% dos meios de hospedagem da região metropolitana de Belém estão com as reservas confirmadas para o período do Círio de Nazaré. De acordo com o assessor jurídico do sindicato, Fernando Soares, os números registrados no levantamento são melhores que os do ano passado.



Sabendo disso… Eu, San Diego, fui juntamente com meu amigo publicitário Messias GB, que é apaixonado por Belém, conferir de perto as preparações para tão tradicional Círio de Nazaré deste ano.

Conversei com o Renan, um dos garçons do bar do Parque. Perguntei o que significa o Círio de Nazaré pra ele. “Então, consideramos o Círio como Natal dos paraenses, pois é o momento em que realmente as famílias vêm de lugares distantes para capital para viver esse momento de fé e se reunir com os familiares. Onde eles saboreiam os pratos que são típicos da capital. Muitas pessoas vem de vários lugares, porque, realmente, é a maior manifestação religiosa do mundo onde milhares de pessoas consideram algo muito importante. É muito mais do que só o lado religioso, é algo que uni as famílias. Às vezes até supera o momento do Natal.”, afirmou Renan.

Nessa minha visita, observei que a estrutura já está quase toda montada. Perguntei a Renan se esse processo de preparação também trás satisfação para as pessoas que estão envolvidas na organização do evento e, também, para aquelas que só virão no dia do Círio. “Sim, as pessoas fazem as preparações com muita alegria. Os Romeiros que vem andando de cidades pequenas para a capital fazem toda uma programação para poderem participar e percebemos que isso trás alegria para eles. Não é um peso. Até a alimentação é motivo de satisfação, pois dispõe de pratos tradicionais deliciosos como a Maniçoba e o Pato no Tucupi, por exemplo. Então, não só durante o Círio, mas também nessa época de preparação, Belém é bastante visitada por conta dessa preparação toda que também é bastante atraente.”, concluiu Renan.

Fiquei encantado com tanta beleza e arte envolvendo toda a Praça da República e o Teatro da Paz. A decoração está ficando muito bem organizada para atender encher os olhos do grande público que virá de todas as partes do Brasil. Na Praça da República, ao lado do teatro da paz, visitei o bar do Parque que foi fundado em 1904 e que que há mais de dois ano estava inativo, voltando a funcionar dia 9 de agosto de 2018 com toda a sua beleza e encanto. Aproveitei a oportunidade e entrevistei o empresário Fauzy Gorayeb, ganhador da licitação para assumir essa grande missão de restaurar um monumento histórico e cartão postal da cidade.

Pedi a Fauzy Gorayeb para que falasse um pouco da história desse bar centenário. “O Bar do Parque começou na época da Borracha em 1876 como bilheteria do Teatro da Paz. Belém foi uma das cidades mais importante do país na época da Borracha. No ciclo da borracha temos muitos prédios públicos com arquitetura francesa art nouveau que é o modelo do quiosque, cujo qual vocês estão contemplando aqui agora. Em 1904 ele veio como é. Por aqui já passaram vários poetas, músicos, políticos, compositores, principalmente porque existia também na frente do bar, como vocês podem, ver na Presidente Vargas, o Grande Hotel. Então ele funcionava como acessório do hotel. Várias pessoas, personalidades que visitavam Belém, disputavam os Quitutes das bebidas que aqui serviam.”

Perguntei para a Fauzy sobre a importância do tradicional bar. “Como empreendedor vejo o espaço como novo gatilho para novas intervenções da cidade. Bar do Parque vê o seu divisor de águas para provar que prédios públicos tem finalidade e capacidade de garantir empregabilidade e gerar imposto para os cofres públicos também para fomentar toda cidade até em turismo podem ser feitos diversas dinâmicas com o mercado de São Brás. Solar da Beira tem diversas possibilidades que você pode posicionar para alavancar o turismo na região e outras outras finalidades.”, respondeu Fauzy.

Quanto a reforma feita na estrutura, perguntei se havia alguma novidade. “Na verdade o bar do Parque teve uma mudança estrutural e de logística. Tivemos que trocar mesas e cadeiras e mesas antigas, pois quando chegamos aqui não se encontrava em perfeito estado, pois as mesmas já tinham uns 88 anos e suas condições eram ruins. Além de que, não eram muito confortáveis para a demanda. Agora, dispomos de música ambiente, projeto de iluminação inovador; colocamos uma cozinha industrial embaixo da Esplanada onde colocamos um deck lateral com acessibilidade Pet friend para que o público possa trazer seu pet.”, concluiu o empresário.

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *