19 de junho de 2021

FACHIN DETERMINA QUE NOME DE WLAD VOLTE AS URNAS E ÀS PROPAGANDAS NO RÁDIO E TV

ELEIÇÕES 2018

Ainda com o registro da candidatura dele ao Senado impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e cujo mérito do recurso contra essa decisão ainda deve ser julgado no decorrer desta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o deputado federal Wladimir Costa (SD) obteve ontem à noite uma vitória parcial, em Brasília.

Por determinação do ministro Edson Fachin, do TSE, Wlad terá de volta seu nome às urnas e deve também retornar à propaganda eleitoral no rádio e televisão. Fachin concedeu a Wlad a liminar requerida por  quatro advogados.



O deputado teve a candidatura impugnada, a pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) em razão de condenação pelo TRE por gasto ilícito de recursos, não enquadramento à lei da Ficha Limpa, abuso de poder e pedido de impugnação feito por outros partidos ou coligações.

Wlad recorreu ao TSE, mas em suas páginas nas redes sociais tem atacado com aspereza os juízes do TRE Alexandre Buchacra, Altemar Paes, Luzimara Costa e a presidente da corte, Célia Regina Pinheiro, afirmando que os quatro seriam influenciados pelo senador Jader Barbalho (MDB). Em uma postagem no aplicativo Whatsaap, Wlad chega a dizer que Jader é o “único juiz de 4 togas”.

“Tudo o que é de Barbalho eles absolvem e tudo o que possa vir a causar perigo à sua reeleição ao Senado ou vitória de Helder Barbalho, eles jogam numa espécie de triturador”, afirma Wlad num trecho da contundente postagem.

Veja o trecho principal da decisão:

Comentários do Facebook


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *